undefined
Divulgação
A ONG Favela Mundo mostra o lado bom das comunidades e ajuda projetos nas regiões

O documentário “Mi Gente”, dirigido pela equatoriana Jhoselyn Escobar, será rodado na Cidade de Deus, Rocinha, Piedade e Tomás Coelho e abordará as necessidades e belezas das favelas da América do Sul. “Mi Gente irá captar a beleza e necessidades de nossas comunidades. O objetivo principal é dar espaço aos 'heróis' que trabalham arduamente para fazer de suas cidades um lugar melhor para viver", ressalta Jhoselyn Escobar. "As fundações que serão entrevistadas fazem um trabalho realmente extraordinário solucionando diferentes problemas sociais. A meta de 'Mi Gente' é mostrar o lado bom das comunidades e estimular a ajuda a essas entidades e o desenvolvimento de mais projetos nas regiões mais necessitadas da América do Sul”, ela frisa.

Leia também: É o fim... Demitido por ser negro...

Jhoselyn, que trabalhou em diferentes entidades sem fins lucrativos dos Estados Unidos e França, selecionou oito instituições de cinco países (Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Uruguai) e a ONG carioca Favela Mundo, que atualmente desenvolve projetos em quatro favelas do Rio, foi a escolhida para mostrar o dia a dia de uma instituição, de seus alunos e da melhoria da qualidade de vida proporcionada por um projeto social dentro das comunidades brasileiras. “É realmente um prazer para mim ter a Favela Mundo como a organização brasileira representante. Fiquei realmente impressionada com o trabalho que a organização faz com as crianças das favelas  do Rio de Janeiro", empolga-se.

Leia também: Conheça Ester Sanches-Naek a brasileira afro-descendente de maior expressão nos Estados Unidos

undefined
Divulgação
A ONG carioca Favela Mundo atualmente desenvolve projetos em quatro favelas do Rio

“Mi Gente” também terá cenas dos projetos Edu 2020 e Fundación Portas (Chile), Light and Leadership e Sacred Valley Project (ambos do Peru), Ninas Sin Miedo e Tin Tin Corre Corre (Colômbia) e OCC- Organizacion para la Proteccion de Cetaceos (Uruguai). As filmagens começaram em 10 de setembro em Lima, chegam ao Rio em outubro e tem previsão de ser finalizado em novembro, na Colômbia. "Me ilumina a cara e o coração ver tantos sorrisos em crianças, jovens e adultos. É nítido o quanto amam a entidade, é isso que quero captar. Quero que o mundo conheça o trabalho da Favela Mundo e sinta o mesmo que eu”, complementa a diretora, sobre o motivo de ter escolhido a ONG carioca para representar o Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários