Tamanho do texto

Para a cantora e compositora, ela alcançou em um lugar que nenhuma outra rapper brasileira chegou no cenário nacional

Ela é o poder. Karol Conka, é cantora e compositora, considerada uma das principais representantes do Rap feminino dos últimos tempos no país, faz um manifesto, de acordo com o que o mercado fonográfico brasileiro precisava. Sobretudo, com o princípio de fazer a mulher negra se enxergar.

Leia também: Oprah Winfrey, a afro-americana mais rica do mundo

Karol Conka
Divulgação
Karol Conka

"É a primeira vez que uma rapper mulher nacional chega no patamar que eu cheguei”, revela a artista escalada para apresentar o programa Superbonita, da GNT. Como a maioria dos negros, a cantora que sofreu com o preconceito na infância -- insultos racistas a ponto de ser excluída socialmente da escola que frequentava --, viu no rap uma forma de protestar: sua vida real já traz uma boa dose de inspiração às suas composições que dão voz a quem muitas vezes não tem fala...

Leia também: É o fim... Demitido por ser negro...

Hoje, com milhões de fãs e seguidores, clipes estrelados por famosos como Lázaro Ramos e Taís Araújo, Karol Conka brilha colecionando diversos 'tombamentos' -- gíria que costuma usar com variantes -- em sua música, entre eles, sua apresentação elogiadíssima na Olimpíada de 2016. Ela chegou pra fazer a diferença!

Leia também: Racismo Virtual. Como "deletar" os infratores

"Sociedade em choque, eu vim pra incomodar. Aqui o santo é forte, é melhor se acostumar. Quem foi que disse que isso aqui não era pra mim, se equivocou. Fui eu quem criei, vivi, escolhi, me descobri. E agora aqui estou". Tombou!

Leia também: A "luta" continua...

Karol Conka
Divulgação
Karol Conka

"Farofando no Japão". O recado de "Farofei", single de Karol Conka, produzido por Tropkillaz com coprodução e coautoria de Boss in Drama, é para que as pessoas se permitam ser o que quiserem, sem se preocuparem com julgamentos. Tão divertido quanto a música, o clipe foi gravado durante uma viagem da cantora para o Japão. “Quisemos mostrar como a gente 'farofa' em qualquer lugar do mundo, nos divertindo e sendo nós mesmos." Nos bairros mais movimentados de Tóquio, Karol dançou na rua, no metro lotado, na calçada, nas lojas, fez muita gente arregalar os olhos, mas não se preocupou com a opinião alheia, apenas curtiu o momento. Abalou!

Leia também: Moda Afro, desfile por aí de cabeça erguida

Já “Lalá”, quinto single do novo álbum da cantora Karol Conka além da forte batida do Tropkillaz, a música traz também uma letra intensa, que aborda a intimidade do sexo oral do ponto de vista feminino. “Escrevi essa música na intenção de informar as pessoas da necessidade da prática e da técnica do sexo oral na mulher. Tive a ideia de fazer um clipe com uma equipe toda formada por mulheres de forte posicionamento. Tivemos ideias coletivas que mostram o universo feminino de uma maneira doce e ao mesmo tempo divertida. A intenção é passar a mensagem quebrando o tabu de maneira informativa e criativa”, explica Karol Conka que acaba de lançar a nova versão de “Bate a Poeira”, trilha sonora de “Malhação” (da Rede Globo). “A intenção da música é retratar a diversidade e alertar as pessoas sobre o preconceito, é sobre a liberdade de ser o que quiser ser”, declarou Karol Conka.

Leia também: Cabelo, o segredo de beleza das estrelas

De bem com o espelho, Karol Conka é 100% empoderamento como protagonista na campanha #deixesuamarca -- nova linha de batons líquidos, pinceis e sombras da Avon. Ela reflete a capacidade de se reinventar o tempo todo, expressando a criatividade que as pessoas podem ter, criando e recriando, usando o próprio rosto como uma obra de arte, sendo a sua própria fonte de inspiração. Por que escolheram Karol Conka como garota propaganda? “A mulher Mark. sabe exatamente como expressar seu estado de espírito e sua essência, com linhas e cores que criam formas em seu rosto”, afirma Jurema Aguiar, Diretora de Marketing da Avon Cosméticos.

Leia também: Cortes, penteados, tendências e técnicas para cabelos afro

Karol Conka não para... A artista brilhou em uma série de ações em Nova York, produzindo conteúdo para promover o lançamento da tão esperada linha de maquiagem. Os produtos foram usados na produção da arte visual de toda comunicação por meio de uma das expressões artísticas mais antigas: a colagem. Karol Conka não cansa de tombar!

Karol Conka
Divulgação
Karol Conka


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.