gafanhotos
Reprodução de Twitter @sebastianarcher
Cinco nuvens estão longe do Brasil.

Equipes técnicas do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) da Argentina estão monitorando seis nuvens de gafanhotos espalhadas pelo país. A nuvem que está mais próxima do Brasil já foi controlada e não oferece riscos.

A última nuvem que chegou na Argentina entrou pelo Paraguai no último fim de semana e está no norte do país. Os animais continuam longe da fronteira com o Brasil, a cerca de 900 km.

Das nuvens que são monitoradas, a menor é a que está mais perto do Brasil. Cerca de 80% dos animais já foram eliminados e o destino da nuvem deverá ser o Uruguai.

A mais preocupante é uma nuvem de 20 km² que é composta por 800 milhões de gafanhotos. Segundo o G1, as outras cinco nuvens estão longe do Brasil e não deverão chegar no sul do país nesta semana.

    Veja Também

      Mostrar mais