desmatamento amazônia
Divulgação/Imazon
Desmatamento na Amazônia foi pior nos últimos 5 anos em junho

O desmatamento na Amazônia bateu recordes em junho . Mesmo com uma ação de militares na região desde maio e com a pressão que investidores estrangeiros têm feito para que o governo Bolsonaro controle o problema, a devastação em junho foi a maior em cinco anos.

Os números indicam perda de 1.034,4 km², alta de 10,65% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o sistema Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais ( Inpe ). O que significa que em um mês, foram derrubados na Amazônia o equivalente a área da cidade de Belém, no Pará.

A Amazônia registra por 14 meses consecutivos alta no corte da floresta em relação ao mesmo período de 2019. O Deter indica que a devastação entre agosto de 2018 e junho de 2019 foi de 65%.

O desmatamento costuma se intensificar nesta época do ano porque é período em que a Amazônia está na estação seca. Na Operação Verde Brasil 2 , o presidente Jair Bolsonaro decretou que o Ibama fosse subordinado aos militares na hora de decidir as ações, por meio do decreto da nova Garantia da Lei e da Ordem ( GLO ).

    Veja Também

      Mostrar mais