Groenlândia é um dos lugares que vem perdendo grande quantidade de gelo
IIan Joughin/IMBIE
Groenlândia é um dos lugares que vem perdendo grande quantidade de gelo


Um estudo feito pelo Painel Intragovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) constatou que as calotas polare s estão derretendo seis vezes mais rápido do que na década de 1990. A perda de gelo pode ter consequências catastróficas. Estima-se, por exemplo, que 400 milhões de pessoas podem ser expostas a inundações em áreas costeiras até o fim do século, caso não ocorra um corte brusco e rápido nas emissões de carbono.

A expectativa dos cientistas é que os dados coletados em 2019, ainda em processamento, provem que o ano passado bateu recordes em relação à elevação do nível do mar na Groenlândia e na Antártida , locais onde os derretimentos estão bastante acelerados por causa de uma onda de calor.

Durante a década de 2010, Groenlândia e Antártida perderam anualmente, em média, 475 bilhões de toneladas de gelo, número seis vezes mais do que as 81 bilhões de toneladas perdidas durante os anos 90.

Alerta

O IPCC prevê que ao aumento médio do nível do mar em 2100 seja de 53 centímetros, mas a análise mais recente pode revelar um crescimento de mais 17 centímetros.

Leia também: “Neve de sangue” registrada por cientistas na Antártida acelera derretimentos

“Cada centímetro de elevação do nível doo mar leva a inundações e erosão costeiras, influenciando a vida das pessoas em todo o planeta. Não são eventos improváveis com pequenos impactos. Eles já estão em andamento e serão devastadores às comunidades costeiras”, alertou Andrew Shepherd, professor da Universidade de Leed, em entrevista ao The Guardian.

Aquecimento

O gelo perdido por Antártida e Groenlândia nos últimos anos foi consequência  do aquecimento do oceano, que atua no derretimento das geleiras que se desprendem das calotas e se torrnam icebergs no oceano. O aumento da temperatura do ar também está acelerando o derretimento.

De acordo com o estudo do IPCC, cerca de um terço do aumento total do nível do mar vem da perda de gelo da Groenlândia e da Antártida. A instituição deve divulgar, em breve, um novo relatório global sobre o clima.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários