Naomi Seibt caiu nas graças dos conservadores e participará de Conferência liderada por Trump
Youtube/Reprodução
Naomi Seibt caiu nas graças dos conservadores e participará de Conferência liderada por Trump


A alemã Naomi Seibt , de 19 anos, deve ser uma das participantes da edição 2020 da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), segundo informações do The Guardian. O evento reunirá conservadores notórios como o presidente norte-americano Donald Trump.

A jovem caiu nas graças dos conservadores por se considerar uma “cética climática” e tecer criticas à ativista ambiental Greta Thunberg , de 17 anos. A postura de Seibt, assim como sua pouca idade, rendeu a ela a alcunha de “anti-Greta”.

Em um canal do YouTube , a alemã expressa suas opiniões sobre o clima, com frases como “O alarmismo das mudanças climáticas é, em sua essência, uma ideologia anti-humana”. Os vídeos são publicados com títulos como “Mudança climática – apenas ar quente?” e “Feroz sem feminismo”. 

Garota propaganda da negação

O engajamento fez a adolescente ser contratada pelo Instituo Heartland, centro de estudos dos EUA intimamente ligado à Casa Branca, e conhecido por já ter feito lobby em nome de empresas de tabaco. Agora, Seibt é o rosto da campanha de negação do clima promovida pelo instituto.  

Leia também: Mudança climática pode destruir todos os recifes de coral até 2100

"A ciência é inteiramente baseada na humildade intelectual e é importante que continuemos questionando a narrativa divulgada em vez de promovê-la. E, atualmente, a ciência da mudança climática realmente não é ciência", diz Seibt em vídeo  publicado pela Heartland sob o título “Naomi Seibt vs Greta Thunberg: Em quem devemos confiar”

Aproximação

A garota alega que não tem agenda ou ideologia, mas firmou relações com o espectro conservador da política. Mais do que isso, ela chegou a receber apoio do AfD, partido de extrema-direita da Alemanha. A mãe dela, aliás, é advogada e chegou a representar membros do partido.

    Veja Também

      Mostrar mais