Pinguins-de-barbicha estão morrendo de fome na Antártida
Yang Liu
Pinguins-de-barbicha estão morrendo de fome na Antártida


Espécies de pinguim, como o pinguim-de-barbicha e o pinguim-de-adélia , estão com problemas para se alimentar na Antártida , a ponto de morrerem de fome. Essas dificuldades são causadas pelo aquecimento da península, segundo cientistas que estudam a precariedade da alimentação como motivo de uma redução das populações dessas aves.

No caso dos pinguins-de-barbichas , foi registrada uma queda superior a 70% no número dos animais dentro do território da Ilha Elefante. Cenários semelhantes foram constatados por cientistas em outras regiões da Antártida.

O problema da fome está diretamente relacionado às mudanças climáticas . Segundo relato do pesquisados Yang Liu, em entrevista ao portal Phys, as temperaturas mais altas estão movendo para o sul, em direção a locais mais frios, as populações de pequenos crustáceos, que são base da alimentação dos pinguims-de-barbicha.

Leia também: Brasileiros fazem registro inédito de temperatura acima de 20°C na Antártida

“O declínio que nós temos visto é definitivamente dramático. Algo está acontecendo com os blocos fundamentais da cadeia alimentar daqui. Nós temos menos abundância de alimento, e isso está reduzindo essas populações cada vez mais e a questão é: isso vai continuar?” afirma Steve Forrest, biólogo integrante de uma expedição norte-americana na Antártida.

Ossada de pinguim-de-barbicha
Michael G. Shepard/Birdinfo
Ossada de pinguim-de-barbicha


Aquecimento

As últimas notícias sobre a Antártida não são das melhores. Cientistas brasileiros do Projeto Terrantar registraram, no dia 9 de fevereiro, o recorde temperatura de 20.75°C na Ilha de Seymour. Até então, desde o início dos registros, o maior valor indicado pelos termômetros era de 19.8°C, anotado por pesquisadores em 1982, na Ilha Signy.

Durante janeiro, cientistas anunciaram que encontraram, pela primeira vez, a presença de água morna em uma geleira da Antártida, descoberta alarmante diante de tantos derretimentos registrados nos últimos anos.

    Veja Também

      Mostrar mais