Agência Brasil

Fragmentos de óleo encontrados em São João da Barra
Divulgação/Marinha do Brasil
Foram encontrados cerca de 300 gramas de óleo

O Ministério Público do Rio de Janeiro informou que avalia a necessidade de interdição da Praia de Grussaí, em São João da Barra, no litoral norte fluminense, onde foram detectados fragmentos de óleo . Segundo o MP, que instaurou um procedimento administrativo para acompanhar o avanço da mancha, a medida visa proteger banhistas e a população local do risco de contaminação.

A necessidade de interdição será avaliada pela 2ª Promotoria de Justiça de São João da Barra , junto à Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade e à Defesa Civil.

Em nota divulgada neste sábado (23), o Grupo de Acompanhamento e Avaliação do desastre, formado pela Marinha do Brasil e Agência Nacional de Petróleo e IBAMA, confirmou que, na sexta-feira, cerca de 300 gramas de pequenos fragmentos de óleo foram removidos da Praia de Grussaí.

De acordo com o comunicado, o material foi analisado pelo Instituto de Estudo do Mar Almirante Paulo Moreira e constatado como compatível com o óleo encontrado no litoral da região Nordeste e Espírito Santo.

Leia também: Capes vai liberar R$ 1,3 milhão para pesquisas sobre manchas de óleo

As manchas começaram a atingir o litoral brasileiro pelas praias do Nordeste, no final de agosto. Neste mês, o óleo avançou para as praias do Sudeste, pelo Espírito Santo, chegando, agora, ao litoral fluminense.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários