Tamanho do texto

O primeiro registro do óleo em praias fluminenses aconteceu na última sexta em Grussaí, em São João da Barra. Origem do óleo ainda é incerta

Fragmentos de óleo arrow-options
Divulgação/Marinha do Brasil
Foram encontrados cerca de 300 gramas de óleo

Fragmentos de óleo apareceram nesta sexta-feira (22) na praia de Grussaí, em São João da Barra , no norte do estado do Rio de Janeiro. Segundo a Marinha, o material é o mesmo que contaminou praias do nordeste e do Espírito Santo.

Até agora foram encontrados cerca de 300 gramas de óleo na praia, que é a principal da cidade fluminense. Servidores da Marinha estão no local. Funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) se juntarão ao grupo neste sábado.

Leia também: Capes vai liberar R$ 1,3 milhão para pesquisas sobre manchas de óleo

Questionado sobre a chegada do óleo no Rio de Janeiro , Bolsonaro, que participava de um evento militar neste sábado (23), afirmou que ainda não é possível saber quanto óleo há no mar, mas que gostaria de encontrar o responsável. O presidente disse que “na pior hipótese, um petroleiro, caso tenha jogado no mar toda a sua carga, menos de 10% chegou na nossa costa ainda. Então, nos preparemos para o pior. Pedimos a Deus que isso não aconteça”.