Tamanho do texto

Animal é o primeiro mamífero encontrado na orla do Nordeste contaminada pelo óleo; não está claro, porém, se o produto causou a morte do golfinho

Planeta

Golfinho morto arrow-options
Divulgação/Instituto Biota de Conservação
Golfinho com manchas de óleo foi encontrado morto em praia de Alagoas

Uma equipe do Instituto Biota de Conservação encontrou um golfinho morto, com manchas de óleo pelo corpo, na praia de Feliz Deserto, em Alagoas. Porém, não está claro se o óleo foi o que causou a morte do animal.

Leia também: Barris de petróleo da Shell são encontrados em praias do Nordeste

Esse é o primeiro mamífero encontrado com manchas de óleo desde que o produto começou a aparecer nas praias nordestinas, no início de setembro.

Segundo comunicado do Instituto, o animal é um boto-cinza da espécie Sotalia guianensis, macho, com 1,76 metros, e apresentava 3 manchas de óleo no corpo. “Não foi observada presença de óleo no trato digestivo e respiratório do animal”, diz o texto.

A equipe do instituto coletou material biológico para realizar análises para identificar a causa da morte do golfinho .

Eles ainda alertaram que, caso alguém encontre um animal oleado, mantenha-o protegido até a chegada do resgate e evite contato com o óleo.

Leia também: Justiça dá prazo de 48 horas para a União conter avanço de óleo em Sergipe

Segundo o levantamento mais recente do Ibama, 24 animais oleados já foram encontrados no Nordeste , sendo que 14 deles estavam mortos.