Tamanho do texto

Com o aumento na emissão de gases, 2018 se tornou o quarto ano mais quente desde o final do século 19, ficando atrás apenas de 2015, 2016 e 2017

Efeito Estufa arrow-options
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
A emissão de gases de efeito estufa aumentou em 2018.

De acordo com o relatório "Estado do Clima", divulgado na última segunda-feira (12), a emissão de gases de efeito estufa atingiu um novo recorde em 2018. Os dados do estudo elaborado pela Sociedade Americana de Meteorologia apontam que a emissão de dióxido de carbono, metano e outros gases aumentou e contribuiu para que o efeito de aquecimento fosse 43% maior do que em 1990.

Leia também: Visitante rara! Foca-leopardo é registrada em praia do Rio Grande do Sul

Com o aumento na emissão dos gases do efeito estufa , 2018 se tornou o quarto ano mais quente desde o final do século 19, momento em que a medição começou a ser feita. Os únicos anos mais quentes que o ano passado foram 2015, 2016 e 2017. 

O relatório usa a "normal climatológica", que é uma taxa anual de temperatura , para comparar as temperaturas recentes e identificar a variação. E, ainda segundo o relatório, "todos os anos desde o início do século 21 têm sido mais quentes do que a média entre 1981 e 2010".