Tamanho do texto

Chifres obtidos ilegalmente estavam escondidos dentro de moldes de gesso, divididos em 14 lotes. País asiático sobre com tráfico de animais selvagens

Planeta

125 kg de chifres de rinoceronte foram apreendidos em aeroporto no Vietnã arrow-options
Divulgação/Vietnam News Agency
125 kg de chifres de rinoceronte foram apreendidos em aeroporto no Vietnã

Oficiais da alfândega do Vietnã apreenderam 55 pedaços de chifres de rinoceronte escondidos dentro de moldes de gesso no Aeroporto Internacional de Hanoi, conforme reportou no sábado a agência estatal de notícias local. Foram 14 carregamentos com peças de gesso que escondiam 125 quilos de chifres obtidos ilegalmente.

Leia também: Inundações matam 12 rinocerontes raros em parque na Índia

De acordo com o World Wildlife Fund, o Vietnã é o maior mercado ilegal de chifres de rinocerontes. Um único chifre pode valer até US$ 100 mil. Os compradores acreditam que o pó feito do chifre do animal pode curar diversos problemas de saúde, incluindo câncer.

O tráfico de animais selvagens é um problema grave no país asiático. Na mesma semana da apreensão dos 125 quilos de chifres, a polícia vietnamita encontrou sete carcaças de tigres em um porta-malas de um carro em um estacionamento subterrâneo no distrito de Cau Giay.

Um dos traficantes presos já era procurado pela polícia há muito tempo. Ele disse que comprou os tigres no Laos e os levou para Hanoi para vendê-los lá.

Leia também: Recursos naturais estão esgotados para esse ano, diz ONG

Em abril de 2014 o Vietnã aprovou um programa para a conservação de tigres até 2022, para gradualmente aumentar sua população na natureza. Entre 2017 e 2018, a organização Educação para a Natureza pesquisou 17 instalações particulares e descobriu 296 tigres mantidos cativos, incluindo 244 em instalações privadas e 52 em centros de conservação e zoológicos estatais. O número de tigres cativos no país subiu de 54 em 2009 para 201 em 2017.