Tamanho do texto

Pescadores avistaram o grande animal no mar da Patagônia chilena e imediatamente acionaram as autoridades, que conseguiram retirá-la da rede

A orca mostrou certa resistência quando a equipe de resgate chegou, mas toda a operação foi um sucesso
Reprodução/Daily Mail
A orca mostrou certa resistência quando a equipe de resgate chegou, mas toda a operação foi um sucesso

Pescadores em um porto na Patagônia, no Chile, ficaram chocados ao avistar uma orca presa na rede de pesca de caranguejos. De acordo com o Daily Mail , o grupo não tinha como intervir diretamente na situação, então, eles imediatamente acionaram a marinha chilena para tentar salvar o animal.

Leia também: Canto das baleias seria maneira de perceber o ambiente, e não 'música de amor'

Um barco de patrulha navegou por três horas até a área indicada, nas proximidades do porto William, na ilha de Navarino, e encontraram a orca tentando se livrar da rede de pesca. 

Um mergulhador especialista em casos como esse entrou no oceano e nadou até o animal, que de início se mostrou relutante às tentativas de socorro do chileno. Contudo, pouco tempo depois, a situação foi resolvida e o mamífero conseguiu nadar sem dificuldades, mostrando que a rede não prejudicou sua saúde.

“Depois de pouco mais de uma hora, conseguimos libertar o cetáceo, apesar do perigo implicado em estar na água com um animal tão grande quanto este”, declarou o capitão do navio, Cesar Quiroga, em nota para a imprensa local. Assista ao vídeo divulgado pela marinha do país:

Após o sucesso do resgate, o capitão pediu para que todos os pescadores da região sempre confirmem se retiraram todas as redes do mar assim que terminarem a pesca. Isso porque mamíferos como baleias e golfinhos frequentemente ficam presos e morrem, algo que pode facilmente ser evitado.

Além da orca, outro caso de resgate no reino animal

Além da orca, um grupo de gnus estava tomando água do rio quando foi surpreendido pelo ataque de um crocodilo
Reprodução/Latest Sightings
Além da orca, um grupo de gnus estava tomando água do rio quando foi surpreendido pelo ataque de um crocodilo


Para além da ajuda que os humanos oferecem, outras espécies do reino animal já foram vistas auxiliando animais em perigo. Guias de um safári na África do Sul, por exemplo, flagraram um gnu, que parou para beber água em um rio, sendo atacado por um crocodilo e, em seguida, salvo por um grupo de hipopótamos .

De início, as pessoas pararam para observar apenas o grupo de hipopótamos e uma garça, que pousou nas costas de um dos grandes mamíferos. “Foi algo muito agradável de se ver, ter espécies diferentes juntas”, declarou Chase, um dos guias.

E se todos estavam animados com a diversidade animal, tudo foi intensificado com a chegada de um grupo de gnus, sendo que, pouco tempo depois, um deles ainda seria atacado por um crocodilo – e salvo pelos hipopótamos.

O gnu estava tomando água quando, de repente, o réptil pulou e mordeu a cabeça do mamífero. Os hipopótamos ao redor perceberam a situação e se mostraram “incomodados”, então, começaram a se aproximar e conseguiram fazer com que os animais soltassem o gnu.

Leia também: Baleia orca é vista carregando filhote morto por mais de uma semana nos EUA

No caso da  orca , ela foi salva e não sofreu ferimentos apesar de ter ficado presa na rede de pesca de caranguejos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.