Tamanho do texto

Ação do turista foi publicada como um alerta, para que assim as pessoas pensem duas vezes antes de tentar encostar em animais selvagens em safáris

Com a janela do carro emperrada, os ocupantes do ficaram com muito medo do leão decidir atacá-los
Reprodução/Daily Mail
Com a janela do carro emperrada, os ocupantes do ficaram com muito medo do leão decidir atacá-los


Safáris são atividades muito procuradas em países como a África do Sul, já que proporcionam uma experiência de proximidade com animais selvagens. Contudo, é preciso tomar cuidado e respeitar as regras dos parques e santuários, porque movimentos não autorizados podem colocar vidas em risco. Recentemente um turista desafiou o poder de um leão e quase motivou um grave acidente.

Leia também: 'Chuva' de polvos, lulas e camarões assusta moradores no leste da China

Segundo informações do portal Metro , o homem colocou um dos braços para fora do carro para tocar um leão , mas o grande felino não ficou nem um pouco contente com o ato. Ele reagiu ferozmente e ameaçou atacar o veículo, fazendo com que os outros ocupantes entrassem em pânico. Os turistas tentaram fechar as janelas, mas uma delas ficou emperrada e deixou todos ainda mais desesperados.

O animal acabou não atacando nenhum dos ocupantes e todos eles saíram da situação sãos e salvos, mas mesmo assim o caso começou a ser divulgado nas redes sociais como uma forma de alerta, já que um acidente fatal poderia ter acontecido.

“Apenas aqueles que trabalham com animais selvagens sabem a velocidade de leões e como, nesta situação, ele poderia ter arrancado o braço da pessoa que o tocou”, explicou Naas Smit, que trabalha com safáris na África do Sul . “Ele teria o poder para arrancar o turista pela janela e matá-lo no mesmo instante, na frente de seus amigos”.

Ele considerou o ato de tentar acariciar o animal “incrivelmente estúpido” e ainda disse que “o felino também poderia ter entrado pela janela aberta e atacado os ocupantes. Eles foram muito sortudos por escaparem. Além disso, se o mamífero tivesse matado a pessoa, então provavelmente ele também teria que ser morto, gerando sérias consequências para o seu bando”.

Outros casos de ataques de leão

Em outro caso envolvendo leões, o britânico Mike Hodge, dono de um santuário animal na África do Sul, foi atacado por um deles logo após entrar no espaço onde o felino ficava . De acordo com o  The Guardian , o homem sentiu um odor diferente no local e decidiu averiguar a situação, mas quando tentava sair do espaço, foi mordido pelo mamífero .

Moatshe Ngoepe, porta-voz da polícia local, explicou à imprensa que a vítima sofreu lesões em seu pescoço e maxilar. “O dono foi imediatamente levado ao hospital com ferimentos leves. Ele está se recuperando”, detalhou.

Outro homem, que não quis ser identificado e disse ser um amigo de Hodge, declarou ao  The Sun  que “ele não é tolo quando está perto de leões e sabe muito bem como deve interagir com eles, mas claramente algo deu errado”.

O animal foi sacrificado durante o ataque , o que deixou Hodge e sua esposa, Chrissy, devastados. Os dois se mudaram do Reino Unido em 2003, quando começaram um projeto com leões em Thabazimbi. Em 2010, o casal decidiu abrir o santuário.

Leia também:  Mamíferos adquirem hábitos noturnos para evitar contato com humanos, diz estudo

Em outro caso recente, que aconteceu em fevereiro deste ano, uma mulher de 22 anos foi morta por um leão na Reserva Dinokeng em Pretória, na África do Sul, após sair de seu carro para tirar fotografias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.