Tamanho do texto

Cão Pippa ficou famoso após vídeos em que aparece perseguindo crocodilo viralizarem na internet; ela foi devorada pelo réptil em rio na quarta-feira

Cão Pippa foi devorado por uma crocodilo fêmea chamada Casey, a quem costumava perseguir durante passeios com dono
reprodução/ABC News
Cão Pippa foi devorado por uma crocodilo fêmea chamada Casey, a quem costumava perseguir durante passeios com dono

Por muito tempo, um cão chamado Pippa arriscou sua vida perseguindo uma crocodilo fêmea que habita o Rio Adelaide, na Austrália. O réptil conhecido pelos moradores da região como Casey, costumava sair das águas e ser surpreendido pelo cachorro valente, que conquistou muitos adoradores após os vídeos protagonizados por ele se tornarem virais na internet. Entretanto, na quarta-feira (6), durante mais um 'ataque', Pippa acabou sendo devorado pelo rival.

Leia também: Baleias e golfinhos têm dificuldade em superar a morte como humanos, diz estudo

De acordo com a ABC News , o dono de Pippa, Kai Hansen, afirmou que, apesar de estar triste com a morte do cão , não está zangado com o crocodilo, que somente seguiu seu instinto. "Era algo que podia acontecer a qualquer momento. Casey não fez nada de errado, ela estava em seu habitat. Só fez o que os répteis geralmente fazem”, disse.

Os ‘ataques’ do cão Pippa e a providência tomada pelo crocodilo

As perseguições de Pippa se tornaram um evento para os moradores australianos, que passaram a visitar Goat Island Lodge, no sul de Darwin, nos últimos anos somente para vê-lo. Hansen afirmou que todos ficavam impressionados com a ‘ousadia’ de Pippa por enfrentar um animal que tem 100 vezes o seu peso.

Leia também: Para 'se refrescar', cobra invade sala de aula e deixa crianças em pânico

O sucesso do pequeno ‘caçador de crocodilos’ foi tanto, que no ano passado a imprensa local passou a filmá-lo e a entrevistar seu cuidador, que começou a narrar frequentemente as aventuras para os repórteres e para os turistas.

Nas redes sociais, os fãs de Pippa lamentaram o trágico fim do último espetáculo, levantando o debate se o dono do cachorro teria ou não culpa de sua morte.

Alguns internautas acreditam que o australiano tem uma parcela de culpa por encorajar o cão a correr atrás de Casey. Enquanto outros o defenderam, alegando que as ações do animal doméstico estavam sujeitas a riscos e que o incidente é “normal” devido ao instinto selvagem do crocodilo.

Leia também: Leões, tigres, jaguar e urso fogem de zoológico e geram caos em cidade alemã

Em entrevista a ABC , o especialista em répteis, Adam Britton, explicou que a ‘providência’ tomada por de Casey era o óbvio. "O cão chegou muito perto da cabeça do crocodilo. Isso basicamente desencadeia uma reação de reflexo. Se você chegar perto da cabeça de um réptil, ele irá reagir rapidamente, com toda certeza o atacará”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.