Tamanho do texto

Na última segunda-feira (7), o evento pode ser observado em uma faixa litorânea de 30 km, entre as praias de La Jolla e Encinitas, no sul do estado

O fenômeno da bioluminescência está acontecendo por causa da maré vermelha, que concentra algas que
Reprodução/Erik Jepsen da UC San Diego
O fenômeno da bioluminescência está acontecendo por causa da maré vermelha, que concentra algas que "brilham"


O fenômeno da maré vermelha, que consiste na proliferação excessiva de algumas espécies de algas, tem modificado o visual noturno de algumas praias na Califórnia, nas proximidades da cidade de San Diego. Isso porque, de acordo com o Instituto Scripps de Oceanografia (SIO), os protozoários que formam a maré tem a característica da bioluminescência, fazendo a água do mar brilhar durante a noite.

Leia também: Cuidador morre após ser atacado por tigre dentro de jaula em zoológico na China

Segundo o cientista do SIO Michael Latz, uma maré vermelha é imprevisível e nem todas elas conseguem mudar o visual do mar. Nesta em questão, há uma agregação de protozoários como o Ceratium falcatiforme e o Lingulodinium polyedra , sendo esse último o responsável pela bioluminescência .

Também não é possível definir até quando as águas ficarão tão brilhantes assim, e de acordo com eventos anteriores, estima-se que o fenômeno pode durar de uma semana a um mês, período que às vezes é ultrapassado. Sua visibilidade também é variável, porém, uma faixa de 30 km entre as praias de La Jolla e Encinitas, no sul da Califórnia, pode observar o brilho azulado.

Marés vermelhas com o  Lingulodinum polyedra têm sido observadas na região desde o começo do século 20, mas o fenômeno acontece em diversas partes do mundo e, por mais que chame a atenção por ser visualmente atraente, ele pode não ser benéfico para o ecossistema atingido pelos protozoários, em alguns casos.

Leia também: Aos 43 anos, morre a aranha mais velha do mundo em esconderijo na Austrália

O que é a maré vermelha?

De acordo com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos, uma maré vermelha acontece quando colônias de algas crescem de forma desordenada e, às vezes, causam efeitos tóxicos nos organismos marinhos e também nas pessoas, pássaros e outros mamíferos que entrarem em contato com o fenômeno.

Neste caso da Califórnia, Latz também explicou que os organismos envolvidos não estão na lista dos “mais tóxicos”, de acordo com o portal The Mercury News .

Leia também: Pavões são feridos por turistas impulsivos por suas penas em zoológico chinês

Olhando para a foto noturna da bioluminescência , podemos pensar que seria mais lógico chamar o evento de "maré azul". Contudo, as águas ficam avermelhadas durante o dia, o que justifica o nome.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.