Tamanho do texto

A vítima do ataque, Cipriano Alvarez, era o responsável por alimentar 13 tigres de circo, trabalho que só aceitou para poder sustentar a sua família

Uma ambulância foi chamada e levou Cipriano Alvarez para o hospital mais próximo, onde ele passou por uma cirurgia
Reprodução/El Espectador via Mirror
Uma ambulância foi chamada e levou Cipriano Alvarez para o hospital mais próximo, onde ele passou por uma cirurgia


O funcionário de um circo da Guatemala, Cipriano Alvarez, de 55 anos, perdeu seus dois braços em um ataque de tigre. De acordo com o portal Mirror , o homem alimentava o animal, que estava em uma jaula, quando foi agredido. O caso aconteceu no vilarejo de El Jocotillo, nesta segunda-feira (5).

Leia também: Espécie de crustáceo que se reproduz sem macho pode ajudar em estudos do câncer

Alvarez, que estava do lado de fora da jaula, tentava colocar um pote de água para o tigre quando o ataque aconteceu. Seus colegas de trabalho jogaram pedras e bateram no animal em uma tentativa de salvar a vida do homem, que foi levado por uma ambulância para o hospital mais próximo.

O guatemalense foi submetido a uma operação de emergência no Hospital Cuilapa, em Santa Rosa, mas dada a gravidade dos ferimentos em seus membros superiores, os médicos não conseguiram preservá-los. Ele continua internado na unidade de tratamento intensivo, e mais detalhes sobre sua condição de saúde não foram divulgados.

Leia também: Duas cabeças de uma cobra são flagradas "brigando pelo controle do corpo"; veja

Responsável por 13 felinos

A mídia local divulgou, na última terça-feira (6), que Alvarez era o responsável por cuidar de 13 tigres de circo, trabalho que aceitou para sustentar sua família. Seu filho, identificado como Victor Hugo, disse que o pai costumava usar varas de metal para retirar os potes de comida de dentro das jaulas, o que não ocorreu no momento do ataque .

O homem ainda explicou que as instruções passadas a Alvarez eram de alimentar os felinos durante dois dias e deixá-los sem comida no terceiro.

De acordo com Jimmy Navarro, diretor regional da agência CONAP, responsável pela conservação da diversidade biológica do país, confirmou que 13 tigres, uma lhama e um camelo estavam sendo mantidos em um terreno baldio da região. O circo explicou que o local era temporário, e que eles deveriam ser levados para acomodações adequadas no país vizinho, Belize.

Leia também: Poluição? Peixes "dragões" são encontrados em rio na Rússia e intrigam moradores

O dono do tigre que atacou o homem concordou em arcar com todas as despesas médicas de Alvarez.