Evento é conhecido popularmente como
Carlos Fernando Jung / Observatório Espacial Heller & Jung
Evento é conhecido popularmente como "Lua de Sangue"

O eclipse lunar total da noite do último domingo (15), conhecido popularmente como "Lua de Sangue", foi registrado não só em fotos, como também em vídeos, por astrônomos brasileiros. O fenômeno ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua ficam perfeitamente alinhados, de forma que o astro entra por completo na sombra do nosso planeta.

O astrônomo Carlos Fernando Jung, mantenedor do Observatório Espacial Heller & Jung, filmou o eclipse quando a Lua estava parcialmente eclipsada, já em sua fase final. Segundo ele, a visualização aproximada foi possível graças ao Telescópio SkyWhatcher 150mm, instrumento do observatório. Veja abaixo:


Por sua vez, o astrônomo amador Elieston Júnior, que fotografa os astros como um hobby, registrou o eclipse em seus diversos estágios. O primeiro vídeo mostra a Lua totalmente eclipsada; o segundo, parcialmente eclipsada, como se estivesse "comida" pela metade; e o terceiro, praticamente “engolida” por completo pela sombra da Terra. 

Conforme revelou o iG em reportagem publicada no domingo, a explicação para o tom avermelhado da Lua durante o eclipse tem a ver com os gases da atmosfera terrestre. A explicação é extensa, mas muito interessante. Confira neste link .

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários