Pico da Eta Aquáridas ocorrerá na madrugada de sexta-feira (6)
Pixabay
Pico da Eta Aquáridas ocorrerá na madrugada de sexta-feira (6)

Uma das chuvas de meteoros mais intensas do ano terá seu pico — isto é, seu período de maior visibilidade — na madrugada de sexta-feira (6), mais precisamente entre 3h e 3h30. O fenômeno teve início no último dia 21 de abril e se estenderá até o próximo dia 12 de maio, quando já estará praticamente imperceptível.

Segundo o professor Rodolfo Langhi, coordenador do Observatório de Astronomia da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Bauru, no interior de São Paulo, nas condições ideais, será possível observar, em média, cerca de 35 meteoros por hora, o que é considerado um número alto.

Em comparação com outras chuvas — a Úrsidas, por exemplo, que ocorre anualmente em dezembro —, na melhor das hipóteses, o observador consegue flagrar, em média, aproximadamente 10 meteoros a cada hora.

Para observar o fenômeno com maior facilidade, a orientação, segundo Langhi, é, antes de mais nada, deslocar-se para um local afastado das luzes da cidade, como um sítio, chácara ou fazenda. Isso porque, qualquer luminosidade, até mesmo a da Lua, pode ofuscar o brilho dos meteoros. O céu também precisa estar limpo, isto é, sem nenhuma nuvem aparente.

"Na sequência, a pessoa deve reclinar-se ao máximo, de forma a obter o maior campo de visão possível, uma vez que os meteoros podem ser vistos de qualquer lugar do céu", afirma.

"Por fim, basta olhar para o céu em todas as direções. Não é necessário o uso de nenhum equipamento específico, como um telescópio ou uma luneta. Na realidade, só é possível observar uma chuva de meteoros a olho nu, pois os meteoros são dispersos entre si e passam muito rapidamente", completa.

De acordo com o professor, o observador deve procurar por rastros brilhantes e luminosos, sem uma cor específica, que duram aproximadamente um segundo no céu. No caso da Eta Aquáridas, ressalta, os meteoros costumam ser ainda mais efêmeros. Permanecer atento, portanto, é uma das principais orientações para uma boa observação. 

O que é uma chuva de meteoros? 

Para entender o que é uma chuva de meteoros, primeiramente, é preciso compreender o conceito de meteoro, que consiste na passagem de um meteoroide pela atmosfera terrestre. Por sua vez, meteoroides são fragmentos de cometas ou asteroides que se desprendem desses astros quando passam perto do Sol, devido ao calor, e ficam vagando pelo espaço, em órbitas.

A Eta Aquáridas, no caso, é originária do famoso cometa Halley, descoberto em 1986 pelo astrônomo britânico Edmond Halley. Este corpo celeste tem um período orbital de 75 anos, o que significa que demora todos esses anos para completar uma volta inteira em torno do Sol.

Quando há uma chuva de meteoros, um grupo de meteoros pode ser observado da Terra se movendo na mesma direção, como se irradiassem de um único ponto no céu, o chamado radiante. O radiante da Eta Aquáridas é a Constelação de Aquário, embora, como dito, os meteoros possam ser vistos de qualquer lugar do céu.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários