Módulo retornou com mais de 2kg de rocha lunar
Reprodução/CNSA
Módulo retornou com mais de 2kg de rocha lunar

Nesta quinta-feira (17), a cápsula da sonda lunar chinesa Chang'e 5 regressou à Terra com a primeira coleta de detritos e rochas lunares realizada nos últimos quarenta anos . Ao todo, foram mais de 2kg de material coletados e que agora passarão por análises para que sejam feitas novas descobertas sobre o satélite terrestre.

Segundo informações da imprensa estatal e da rede portuguesa RTP, a Chang'e 5 pousou no distrito de Siziwang, na região da Mongólia Interior, após se separar do módulo orbital e projetar-se contra a atmoesfera terrestre para perder velocidade e garantir uma descida segura.

Este foi o terceiro pouso bem sucedido da China na Lua e o primeiro a retornar com amostras lunares desde a missão lançada pela União Soviética em 1976.

Enviada no último mês de novembro, a  cápsula tocou o solo lunar no início deste mês e inicou a coleta das amostras. O material, de acordo com as informações, é da superficie e de um trecho que fica cerca de 2m abaixo do solo em uma região da Lua conhecida como Oceanus Procellarum.

O sucesso foi celebrado pelo presidente chinês Xi Jinping, que disse se tratar de uma grande conquista e um passo importante para a indústria espacial do país. A expectativa é de que a China envie, nos próximos anos, uma missão a Marte e também dê início ao projeto de construção de uma estação espacial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários