Tamanho do texto

Incidente não causou nenhum dano nem retardou missão; no Twitter, internautas brincam com a resistência da nave: "Tinha que ser russa"

foguete
Reprodução/Youtube
'O raio não é um obstáculo para nosso foguete', escreveu o diretor da agência espacial russa em uma rede social

Um raio atingiu o foguete russo Soyuz 2-1b poucos segundos após seu lançamento, realizado do Cosmódromo de Plesetsk, base espacial localizada a cerca de 800km ao norte de Moscou, na última segunda-feira (27). Um vídeo do episódio foi publicado no Twitter pelo diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin.

Leia também: Chave para a vida na Terra pode estar na Lua, aponta estudo

"O raio não é um obstáculo para você", escreveu ele na rede social ao parabenizar a equipe responsável por supervisionar o voo. O fenômeno atingiu o foguete Soyuz 2-1b durante o lançamento do satélite Glonass-M, que fornece serviços de navegação para apoiar sistemas militares e civis.

De acordo com o Ministério de Defesa da Rússia , "o incidente não causou nenhum dano nem retardou o lançamento do foguete, que continuou sua jornada de 3,5 horas até a órbita baixa da Terra, onde entregou sua carga dentro do cronograma".

Leia também: Vídeo flagra 'trem' de satélites da SpaceX cruzando o céu noturno

Logo depois do lançamento, a equipe de especialistas afirmou, em comunicado, que uma conexão estável foi estabelecida e mantida com o foguete . "Os sistemas de bordo da nave espacial Glonass-M estão funcionando normalmente", disse a nota.