Tamanho do texto

Pesquisa da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) pretende analisar o pasto e otimizar a produção de leite

ovelha
Divulgação/Epagri
Estudo com ovelhas pretende otimizar a produção de leite em SC

Uma pesquisa sobre pasto na região de Lages, na serra catarinense, está gerando curiosidade entre os internautas. Imagens de ovelhas usando fraldas e microfones estão circulando pelas redes e fazendo muitos se questionarem sobre a razão do uso de tais acessórios. Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), tudo tem um motivo.

Leia também: Experimento chinês controverso implementa genes de seres humanos em macacos

O objetivo do estudo é o de analisar o processo de alimentação das ovelhas , para que a altura ideal da grama possa ser recomendada aos criadores, otimizando a produção.  Por meio do manejo da pastagem, os especialistas poderão definir o ganho de peso do animal, o quilo de peso vivo por hectare e a produção diária de leite.

As fraldas são usadas pelos pesquisadores para medir os pesos das fezes e da urina dos animais e, assim, poder medir o quanto de pasto é ingerido. Enquanto que os microfones colocados nas cabeças dos animais e os gravadores nas costas são usados para monitorar a mastigação das ovelhas em função do tempo.

Leia também: Pesquisadora admite "falha" em currículo, mas não se desculpa com jornal

Segundo o Epagri, a grama analisada é do tipo missioneira-gigante e a pesquisa com as ovelhas  tem parceria com o Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV) da Universidade do Estado de Santa Catarina e com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).