Tamanho do texto

Telescópio Event Horizon foi o primeiro a conseguir a imagem do fenômeno

Buraco negro
Divulgação
Primeira foto de um buraco negro foi divulgada pela Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos

A Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos divulgou, na manhã desta quarta-feira (10), a primeira imagem captada de um buraco negro. A foto foi tirada pelo telescópio Event Horizon. O fenômeno foi localizado na galáxia Messier 87, na constelação de Virgem, e tem 40 bilhões de quilômetros de diâmetro.

Leia também: Nasa pagará R$ 73 mil a voluntários que ficarem deitados por dois meses

O buraco negro em questão fica a 55 milhões de anos-luz da terra e tem a massa 6,5 bilhões de vezes mais densa que o do sol. Sheperd Doeleman, que é um dos diretores do telescópio Event Horizon, falou sobre a descoberta."Buracos negros são os objetos mais misteriosos do universo. Hoje nós conseguimos enxergar o que até então era impossível", disse.

"Este é um extraordinário feito científico realizado por uma equipe de mais de 200 pesquisadores.", completou. Em entrevista coletiva, os astrônomos informaram que os detalhes serão descritos em seis artigos acadêmicos, publicados em uma edição especial do The Astrophysical Journal Letters.

"Este é um grande dia em astrofísica", disse a diretora da Fundação Nacional de Ciência , France Córdova. "Estamos vendo o invisível. Buracos negros têm causado imaginação por décadas. Eles têm propriedades exóticas e são misteriosos para nós.”

Córdova disse que cientistas e engenheiros foram preparados "para iluminar o desconhecido, para revelar a majestade sutil e complexa do nosso universo ".

Leia também: Nasa cancela saída espacial só com mulheres por falta de traje

O buraco negro é um objeto cósmico com massa imensa e tamanhos compacto. A presença de um desses objetos afeta o ambiente, podendo distorcer os conceitos de espaço-tempo e superaquecendo qualquer material ao redor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.