Sargento Bruna Ploner, de 33 anos, morreu após salto de paraquedas em Boituva (SP)
Reprodução - 25.04.2022
Sargento Bruna Ploner, de 33 anos, morreu após salto de paraquedas em Boituva (SP)

A equipe de paraquedismo desportivo do Exército brasileiro, conhecida como Os Cometas, lamentou a morte da sargento Bruna Ploner, de 33 anos, após salto de paraquedas em Boituva, no interior paulista , neste domingo. Em nota, o grupo se solidarizou com a família e afirmou que é uma perda "irreparável".

"Comunicamos com imenso pesar o falecimento da nossa querida amiga e atleta Sgt Bruna Ploner. A equipe Os Cometas presta solidariedade aos amigos e familiares por essa irreparável perda  e rogamos para que Deus possa confortá-los nesse momento de grande dor", publicou em seu perfil no Instagram.

Bruna integrava a equipe que ostenta títulos como campeonato brasileiro de paraquedismo clássico e torneio latino-americano. Até este ano, a equipe também contava com a recordista mundial de saltos em um único dia.

O acidente fatal ocorreu no momento do pouso, por volta das 9h, na rua Doutor Newton Raul Faria de Almeida. A sargento chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros até o hospital São Luiz, mas não resistiu. Ela sofreu politraumatismo.

Leia Também

Bruna saltava com equipamentos de uma empresa particular de paraquedismo e não estava a serviço da equipe. O caso esté sendo investigado pela delegacia de Boituva.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários