Governador João Doria tem insistido para adesão ao isolamento social como forma de frear o Covid-19
Agência Brasil
Governador João Doria tem insistido para adesão ao isolamento social como forma de frear o Covid-19


O índice de isolamento social em São Paulo do domingo (24), véspera do feriado, foi de 55%. Este é o melhor número alcançado no estado desde o dia 3 de maio, quando o isolamento chegou a 59%. Na capital, o número foi ainda melhor e chegou a 57%. Este foi o primeiro dia do mega feriado que a capital atingiu a marca considerada necessária.

Pandemia em São Paulo deve durar até outubro, diz comitê da Covid-19

O governo paulista afirma que 55% é o mínimo aceitável para evitar medidas mais duras no combate ao Covid-19, como o lockdown. 

O feriado de 9 de julho, que comemora a Revolução Constitucionalista, foi antecipado para esta segunda-feira (25) com o intuito de aumentar a taxa de isolamento e conter o avanço do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Você viu?

Durante a quarentena, autoridades da saúde afirmam que a meta é uma redução de mobilidade de 70% da população, o parâmetro se baseia na taxa que permitiu à Itália estabilizar o número de casos.

14 milhões de brasileiros gastam ao menos duas horas até uma UTI para tratamento

Nas redes sociais, o governador João Doria comemorou o índice de isolamento. “Parabéns à população que, ao ficar em casa, está ajudando a salvar vidas”, postou.

São Paulo já registra 83.625 casos e 6.220 mortes pelo novo coronavírus. A pasta também informa que 16.814 pacientes, internados em hospitais devido complicações da Covid-19, já tiveram alta.

Além disso, dos 645 municípios de São Paulo, 510 já registram casos de infectados, o que representa 79,06% do território paulista. A taxa de ocupação dos leitos de UTI do estado é de 73,80%, uma ligeira melhora se comparada com sábado (23), que marcou 75,70%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários