O Hospital de campanha em São Gonçalo
Fabiano Rocha / Agência O Globo
O Hospital de campanha em São Gonçalo já sofre com atraso de 22 dias nas obras



Com 3.412 mortes e 32.089 casos confirmados da Covid-19, o estado do Rio de Janeiro é o segundo com mais mortes em decorrência do vírus no Brasil. Na última segunda-feira, 335 pessoas aguardavam na fila por uma vaga de terapia intensiva e outros 333 em enfermarias. Apesar da situação delicada, dos sete hospitais de campanha previstos para apoiar a rede estadual, seis estão atrasados e podem não sair do papel. 

Mortes por Covid-19 no Brasil passam de 20 mil; casos confirmados são 310 mil

Apenas o hospital de campanha do Maracanã foi concluído totalmente. Os outros seis hospitais — em São Gonçalo, Nova Iguaçu, Caxias, Campos, Casimiro de Abreu e Nova Friburgo — estão com atraso de quase 22 dias nas obras.

O secretário de Saúde do Rio, Fernando Ferry, disse que cobrará da organização social Iabas a abertura de hospitais de campanha e de leitos contratados para o combate ao Covid-19. Mas ele admitiu, citando a unidade de Casimiro de Abreu, que, devido ao atraso nas obras, nem todas as unidades deverão ser abertas.

Novo estudo mostra que hidroxicloroquina aumenta risco de morte e de arritmia

“Precisamos avaliar com cuidado a necessidade de abrir os outros hospitais de campanha. A curva de contaminados, agora, está com leve queda”, disse, informando que o TCE e uma comissão do governo estadual atuam para reaver o dinheiro investido nessas unidades.

A explicação do secretário ocorreu nesta sexta-feira (22) durante a inauguração dos últimos 30 leitos de enfermaria no hospital de campanha do Maracanã.  Ao todo, são 400 leitos no hospital. A unidade é a única gerida pela Iabas após contrato com o governo do estado que foi inaugurada e está em funcionamento.

O Iabas já havia informao que 30% dos funcionários envolvidos nos projetos contraíram a Covid-19. O novo cronograma de inaugurações agora vai até o dia 18 de junho, segundo a Organização Social Iabas.

Veja abaixo as datas das próximas inaugurações:

São Gonçalo – 27 de maio
Nova Iguaçu – 29 maio
Duque de Caxias – 1º de junho
Nova Friburgo – 7 de junho
Campos dos Goytacazes – 12 de junho
Casimiro de Abreu – 18 de junho

Dos R$ 836 milhões previstos no contrato, o Iabas já recebeu R$ 256,5 milhões ,dos quaisR$ 30 milhões foram investidos e R$ 116 milhões, aplicados em custos operacionais.

Crivella anuncia abertura gradual da economia 'nos próximos dias'

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella (PRB) afirmou que o município do Rio irá retomar suas atividades econômicas nos próximos dias e ela será gradual. Ddeclaração foi feita na quinta-feira (21), na saída do Palácio do Planalto, em Brasília, depois de um almoço com o presidente Jair Bolsonaro.

Crivella diz que é hora do Rio de Janeiro retomar atividades

O prefeito afirmou que nesta sexta-feira (22) seu conselho científico irá analisar um plano de retomada feito com o apoio de empresários. "Agora estamos no estudo da retomada. Se Deus quiser, nos próximos dias já vamos começar a reabrir as coisas”, disse Crivella.

"Nós todos sentamos, fizemos o projeto, e eu quero apresentar à comunidade científica para, diante dos leitos que estamos abrindo e também da diminuição da curva de velocidade de contágio, nós podemos retomar a atividade no Rio”, comentou o prefeito do Rio. De acordo com o prefeito, a reabertura da cidade será possível porque a prefeitura comprou respiradores da China e abriu novos leitos.

    Veja Também

      Mostrar mais