Tamanho do texto

Líder religioso era procurado há pelo menos dois meses; ele foi preso após denúncias de que ele deu entrada em hospital na capital paraense

Imagem em preto e branco de menina sentada no chão sem dar para ver o rosto arrow-options
Pixabay
Vítima teria ficado amarrada

Um pastor evangálico foi preso nesta sexta-feira (22) por ter torturado e estuprado sua enteada de 11 anos. O líder religioso era procurado há pelo menos dois meses e foi capturado após denúncias de que ele deu entrada na Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, em Belém, no Pará.

Segundo o investigador Marcos Andrino, o homem é acusado de cometer o crime de forma cruel. Além de cometer os abusivos sexuais contra a menina, ele teria torturado e amarrado a vítima.

Leia também: Idosa de 92 anos com Alzheimer é estuprada por vizinho

O crime foi denunciado à Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca) Parauapebas há cerca de dois meses. Em seguida foi solicitada a prisão preventiva, decretada pela Justiça.