Lago Guaíba bateu recorde no dia 5 de maio
Gilvan Rocha/Agência Brasil - 03/05/2024
Lago Guaíba bateu recorde no dia 5 de maio

O lago Guaíba, em Porto Alegre , baixou nesta madrugada (15) para 5,21 metros, após chegar a 5,25 durante a terça-feira (14). A água ainda recuou em algumas ruas da capital gaúcha. A aferição foi divulgada no painel de monitoramento da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) no Cais Mauá às 6h desta quarta-feira.

Na noite ontem, a Prefeitura de Guaíba, cidade que fica às margens do lago, pediu para que os moradores evacuassem os bairros. As áreas de Cohab-Santa Rita e Ipê foram comunicadas com urgência. 

"Os caminhões do Exército estão passando para levar você para um local seguro. Não é mais permitido permanecer neste local", diz o alerta da Defesa Civil municipal. 

Maior pico

O recorde do lago em 2024 foi de 5,33 metros no dia 5 de maio. A previsão, segundo especialistas da hidrologia do RS, é de que as águas ultrapassem essa marca, chegando a 5,4 metros . O pico anterior era da enchente de 1941, quando chegou aos 4,76 metros.

A cidade de Porto Alegre foi bastante inundada por conta da cheia do rio Guaíba. Até esta quarta-feira (15), o aeroporto e a rodoviária seguem sem funcionamento por conta das enchentes. Casas e comércios também seguem alagados.

De acordo com uma projeção do Índice de Pesquisas Hospitalares (IPH), o Guaíba deve levar ao menos 30 dias para ficar abaixo dos 3 metros. Na enchente histórica de 1941, foram 32 dias para o rio voltar as condições normais.

Além do Guaíba, outros oito pontos de medição em rios e lagoas monitorados pela Defesa Civil ultrapassaram a cota de inundação, segundo informações do Departamento de Gestão de Recursos Hídricos e Saneamento (DRHS) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) do Rio Grande do Sul.

No total, são nove de dez pontos acima do nível de inundação — o Rio Uruguai, na fronteira com a Argentina, é o único fora da lista por enquanto. Apesar disso, o aumento no volume de água do rio já causou  danos em regiões da Argentina e do Uruguai, resultando em mais de 4.500 deslocados.

Rio Grande do Sul

De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil,  o Rio Grande do Sul registra 149 mortes, 124 desaparecidos e 806 pessoas feridas . O órgão contabiliza 538.245 pessoas desalojadas e 76.483 nos abrigos. No total, 446 dos 496 municípios do estado enfrentaram algum tipo de problema, afetando 2.124.553 pessoas.

A previsão indica uma queda na temperatura devido a uma frente fria avançando de Santa Catarina para o Rio Grande do Sul. Rajadas de vento são esperadas, o que pode dificultar o escoamento da água.

Enchentes no RS | Operadoras liberam internet móvel para ajudar na comunicação Vinícius Moschen
Enchentes no RS | Operadoras liberam internet móvel para ajudar na comunicação Vinícius Moschen
Funcionários limpam hotel em Shatang, afetado pelas enchentes em 24 de abril de 2024 Hector RETAMAL
Funcionários limpam hotel em Shatang, afetado pelas enchentes em 24 de abril de 2024 Hector RETAMAL
Enchente no Rio Grande do Sul arrastou causou enormes prejuízos Reprodução/redes sociais
Enchente no Rio Grande do Sul arrastou causou enormes prejuízos Reprodução/redes sociais
Chuvas no Rio Grande do Sul causam enchente em Venâncio Aires Divugação
Chuvas no Rio Grande do Sul causam enchente em Venâncio Aires Divugação
Arena do Grêmio alagada por conta das enchentes no Rio Grande do Sul  Foto: Reprodução / Radio GreNal
Arena do Grêmio alagada por conta das enchentes no Rio Grande do Sul Foto: Reprodução / Radio GreNal
Imagens de satélite mostram antes e depois de enchente no RS Fidel Forato
Imagens de satélite mostram antes e depois de enchente no RS Fidel Forato
Empresa apresenta alternativas para combater enchentes no Centro de São Carlos DA REDAÇÃO
Empresa apresenta alternativas para combater enchentes no Centro de São Carlos DA REDAÇÃO
Dupla Gre-Nal cancela treinos e ajuda desabrigados pelas enchentes Foto: Reprodução
Dupla Gre-Nal cancela treinos e ajuda desabrigados pelas enchentes Foto: Reprodução
Vista aérea mostrando casas destruídas por enchentes em Roca Sales Gustavo Ghisleni/AFP - 05/05/2024
Vista aérea mostrando casas destruídas por enchentes em Roca Sales Gustavo Ghisleni/AFP - 05/05/2024
Militares, bombeiros, profissionais de saúde e voluntários participam da operação de resgate de moradores do bairro Sarandi, cujas casas foram afetadas pelas enchentes, em Porto Alegre Anselmo Cunha/AFP - 05/05/2024
Militares, bombeiros, profissionais de saúde e voluntários participam da operação de resgate de moradores do bairro Sarandi, cujas casas foram afetadas pelas enchentes, em Porto Alegre Anselmo Cunha/AFP - 05/05/2024
Enchente nas ruas de Porto Alegre Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Enchente nas ruas de Porto Alegre Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Muro de Mauá inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Muro de Mauá inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Centro histório de Porto Alegre inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Centro histório de Porto Alegre inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Centro Administrativo do Município inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais
Centro Administrativo do Município inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais


Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Clique  aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp.

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!