O Indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Phillips
Reprodução - 06/06/2022
O Indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Phillips

A Polícia Federal realizou neste sábado (06) uma operação para cumprir sete mandados de prisão no Vale do Javari, no Amazonas. Dos mandados cumpridos, três presos são pessoas suspeitas de participarem da ocultação dos corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, assassinados em 5 de junho na região.

Os presos estariam ligados a Amarildo Oliveira, o Pelado, suposto autor do crime, denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) por ter participado do assassinato de Bruno e Dom, e a Ruben Villar, o Colômbia, investigado também por participação em crime de pesca ilegal em Terras Indígenas na região.

Dom Phillips e Bruno Pereira mortos a tiros e tiveram os corpos queimados e enterrados enquanto faziam expedição em uma região conhecida pela presença de grupos de traficantes, contrabando de madeira, pesca ilegal e avanço do garimpo em Terras Indígenas (TI).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários