Capão Redondo, bairro da zona sul da cidade de São Paulo
Reprodução: Rovena Rosa/ Agência Brasil
Capão Redondo, bairro da zona sul da cidade de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPObras, iniciou na manhã desta sexta-feira (29), os trabalhos em obras de drenagem e mobilidade urbana que vão beneficiar cerca de 870 mil pessoas que vivem nos distritos de Capão Redondo, Campo Limpo, Vila Andrade e Jardim São Luís, na Zona sul da capital. Com investimentos de mais de R$ 179 milhões, as intervenções estão previstas para serem finalizadas em 36 meses.

O prefeito Ricardo Nunes acompanhou o início dos trabalhos e destacou a importância da obra. “Essa região já teve grandes alagamentos em todos os anos. Era uma demanda de muitos anos dos moradores. Cheguei a receber vídeos com imagens de carros que foram levados para dentro do córrego”, disse.

As obras consistem na construção de um reservatório para contenção das cheias com capacidade de 192 mil m3, o equivalente a 77 piscinas olímpicas. O piscinão irá auxiliar no combate às enchentes na Avenida Ellis Maas e no entorno do Parque Santo Dias, beneficiando, assim, a bacia hidrográfica do “Morro do S”. Para garantir a segurança e bem-estar da população que mora no entorno do curso d'água, também serão canalizados 3 Km do córrego Água dos Brancos.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, Marcos Monteiro, o contrato para execução dessas obras já existe desde 2015. “O prefeito nos pediu uma agilidade para retomar essa obra e isso que estamos fazendo”, afirmou. “Esse é mais um reservatório dentro daqueles que estão no nosso plano de metas que fala em 14 novos reservatórios na cidade”, completou.

A avenida Carlos Caldeira Filho será prolongada em 3,3 Km e interligará o terminal de ônibus Jardim Ângela à estação de metrô Capão Redondo. O prolongamento contempla a implantação de um novo corredor de ônibus à esquerda e ciclovia.

“Queremos melhorar as condições para os moradores tanto no ponto de vista da fluidez do trânsito, mas, principalmente, reduzir essas enchentes que constantemente acontecem nessa região”, destacou o prefeito Ricardo Nunes.

O novo sistema viário será composto, ainda, por dois viadutos de 160 metros de extensão cada, que passarão sobre o futuro piscinão, ligando a Avenida Prof. Dr. Telêmaco Hippolyto de Macedo Van Langendonck até o prolongamento Avenida Carlos Caldeira Filho. Também está prevista uma passagem inferior para a ligação da Avenida Carlos Caldeira Filho com a Estrada do M’boi Mirim, com extensão aproximada de 95 metros.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários