Deputada diz que 14 nomes estão ameaçados de morte no Vale do Javari
reprodução/pf
Deputada diz que 14 nomes estão ameaçados de morte no Vale do Javari

Relatora da Comissão Externa da Câmara dos Deputados que acompanha as investigações sobre as mortes de Bruno Pereira e Dom Phillips, a deputada federal Vivi Reis, do PSOL do Pará, apresentou na tarde desta quarta-feira à Procuradoria-Geral da República uma lista de 14 pessoas que sofrem ameaças de morte na região do Vale do Javari.

A relação inclui indígenas, servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai), integrantes da União dos Povos Indígenas no Vale do Javari (Univaja)e indigenistas.

O documento, que solicita que oito das vítimas de ameaças ingressem no Programa de Proteção a Defensores de Direitos Humanos, foi entregue à procuradora Eliana Torelly, coordenadora da 6° Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (MPF), que acompanha a pauta indígena.

A iniciativa surgiu a partir de uma solicitação feita pela Univaja. Vivi Reis integrou a comitiva de parlamentares que na semana passada visitou os municípios de Atalaia do Norte e Tabatinga, no Amazonas, onde o indigenista e o jornalista inglês foram mortos, em 5 de junho.

Durante a visita, os parlamentares ouviram os relatos de indígenas e moradores da região, muitos dos quais ameaçados por pescadores ilegais que enriquecem a partir da pesca do Pirarucu, um peixe amazônico que pode pesar até 200 quilos, além da caça ilegal de antas, queixadas e tartarugas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários