Fome no Brasil aumentou quase 29% entre 2019 e 2021, diz relatório
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Fome no Brasil aumentou quase 29% entre 2019 e 2021, diz relatório

insegurança alimentar cresceu no Brasil. Segundo um relatório das Nações Unidas, divulgado nesta quarta-feira (6), a prevalência de insegurança alimentar grave em relação à população total do Brasil aumentou de 1,9% (3,9 milhões de pessoas), entre 2014 e 2016, para 7,3% (15,4 milhões) entre 2019 e 2021.

Além disso, a prevalência de insegurança alimentar moderada ou grave em relação à população total aumentou de 37,5 milhões de pessoas (18,3%) entre 2014 e 2016, para 61,3 milhões de pessoas (28,9%) entre 2019 e 2021. 

A edição de 2022 do relatório 'O Estado de Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo' mostrou que o cenário nacional desde 2019 é preocupante. 

“São números deprimentes para a humanidade. Continuamos nos afastando da nossa meta de acabar com a fome até 2030. Os efeitos da crise alimentar global provavelmente piorarão o resultado novamente no próximo ano. Precisamos de uma abordagem mais intensa para acabar com a fome e o FIDA está pronto para fazer sua parte, aumentando suas operações e impacto. Estamos ansiosos para ter o apoio de todas as pessoas", afirmou o presidente do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, Gilbert F. Houngbo.

No cenário global, a situação crítica não é diferente. O número de pessoas afetadas pela fome globalmente subiu para 828 milhões em 2021, um aumento de cerca de 46 milhões desde 2020 e de 150 milhões desde o início da pandemia de Covid-19.

Depois de permanecer relativamente inalterada desde 2015, a proporção de pessoas afetadas pela fome saltou em 2020 e continuou a subir em 2021, chegando a 9,8% da população mundial. Isso se compara com 8% em 2019 e 9,3% em 2020. Além disso, cerca de 2,3 bilhões de pessoas no mundo (29,3%) enfrentaram insegurança alimentar moderada ou severa em 2021 – 350 milhões a mais em comparação com antes do surto da pandemia.

Cerca de 924 milhões de pessoas (11,7% da população global) enfrentaram a insegurança alimentar em níveis severos, um aumento de 207 milhões em dois anos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários