Servidores pedem a saída do atual presidente do órgão, Marcelo Augusto Xavier
Reprodução: Redes Sociais
Servidores pedem a saída do atual presidente do órgão, Marcelo Augusto Xavier

Servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) estão realizando uma paralisação de 24 horas em solidariedade aos familiares do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, ambos desaparecidos há nove dias na região do Vale do Javari. Além disso, eles pedem a saída do atual presidente do órgão, Marcelo Augusto Xavier: "fora, Xavier", gritavam no protesto.

Participaram da manifestação as entidades Indigenistas Associados (INA), representantes do Servidores Públicos Federais do Distrito Federal (Sindsep-DF), da Confederação Nacional dos Servidores Públicos Federais (Condisef) e da Associação Nacional dos Servidores da Funai (Ansef).

O desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Phillips foi alertado pela Univaja na segunda-feira (6). O Vale do Javari é a região com a maior concentração de povos indígenas isolados do mundo.

Uma testemunha-chave afirmou ter visto Amarildo da Costa Oliveira, o Pelado, suspeito de envolvimento no desaparecimento da dupla, carregar uma espingarda e fazer um cinto de munições pouco depois que o indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips deixaram a comunidade de São Rafael com destino à Atalaia do Norte, na manhã de domingo (5), data em que foram vistos pela última vez.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários