USGS, dos Estados Unidos, registrou o terremoto no norte do Brasil
Reprodução
USGS, dos Estados Unidos, registrou o terremoto no norte do Brasil

O terremoto magnitude de 6.5 na escala Richter ocorrido na noite de terça-feira, no Acre, foi o maior já registrado na história do Brasil. O abalo sísmico no município de Tarauacá superou um tremor de terra acontecido em 31 de janeiro de 1955 na Serra do Tombador, em Mato Grosso, que teve magnitude de 6.2.

Com epicentro a cerca de 111 km da cidade de Tarauacá, o terremoto foi registrado às 21h55 de terça, no horário de Brasília. Devido a grande profundidade, de 621 km, o tremor foi pouco percebido na superfície. Não houve registros de danos ou vítimas.

O fenômeno natural foi observado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos. O órgão americano também registrou um segundo tremor - uma réplica do primeiro - cerca de 1h depois, com magnitude 4.8 e 603 km de profundidade.

Evento andino


Apesar de registrado no Brasil, o terremoto de Tarauacá é considerado como um evento andino por especialistas. A explicação está na origem do abalo sísmico, que ocorre na Cordilheira dos Andes.

"Embora seja sentido no Brasil, ele [terremoto] é de causa andina", disse o professor George Sand, do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB).

Sand explica que o terremoto de Tarauacá tem origem no conflito das placas tectônicas Sulamericana e de Nazcar, que ocorre na região da Cordilheira dos Andes. Já o tremor ocorrido na Serra do Tombador é originado totalmente em território brasileiro.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários