O Indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Phillips
Reprodução - 06/06/2022
O Indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Phillips

A Justiça Federal do Amazonas (TRF1) emitiu hoje (8) uma ordem judicial onde determina reforços imediatos nas buscas de Bruno Araújo Pereira, servidor licenciado da Funai (Fundação Nacional do Índio), e do jornalista Dom Phillips, correspondente internacional em diversos veículos de comunição estrangeiros. 

Na decisão, a juíza Jaiza Maria Pinto Fraxe da 1ª Vara Federal Civil do Amazonas, ordena sob regime de urgência que a União Federal reforce a estratégia de buscas e ratifica que é imprescindível o uso de helicopteros em buscas na selva amazônica. 

A decisão ordena que se "viabilize o uso de helicópteros à Polícia Federal, sejam eles das Forças de Segurança ou das Forças Armadas, pois até o presente momento não existem helicópteros auxiliando as buscas, o que seria imprescindível; ampliação das equipes de buscas; ampliação do número de barcos", diz a decisão. 

O pedido surgiu de uma petição da Defensoria Pública da União (DPU) e da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), onde denunciam a negligência da União diante do desaparecimento. 

Os profissionais foram vistos há três dias no Vale do Javari, região oeste da Amazônia, região de mata densa e dominada por conflitos envolvendo garimpo ilegal, exploração de madeira e rota internacional de tráfico de drogas. 

O governo federal informou que montou força-tarefa em Tabatinga, munícipio da próximo a região. Polícia Federal, oficiais da Marinha e do Exército, corpo bombeiros, servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai), Defesa Civil e Força Nacional de Segurança atuam nas buscas, prioritariamente por meio de lanchas pelos rios. A Polícia Federal também informou ontem (7) de maio, ter enviado um helicóptero para auxiliar nas buscas.

"Foi enviada mais uma aeronave com policiais federais e integrantes do Exército à região compreendida entre a frente de proteção etnoambiental itui-itauqai e o município de Atalaia do Norte, região noroeste do Amazonas", informou a corporação em nota.

Trecho da decisão da Justiça do Amazonas 

["(...)considerando que as medidas de buscas adotadas até o momento são insuficientes, diante do tamanho da área de busca, requer, em caráter de tutela de urgência, seja determinada a União Federal para que reforce a estratégia de busca e resgate de Bruno da Cunha Araújo Pereira e Dom Philips devendo adotar - entre outras - as seguintes medidas: a) Que a União viabilize o uso de helicópteros à Polícia Federal, sejam eles das Forças de Segurança ou das Forças Armadas, pois até o presente momento não existem helicópteros auxiliando as buscas, o que seria imprescindível; b) ampliação das equipes de buscas; c) ampliação do número de barcos]


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários