Presidente Jair Bolsonaro usando celular
Reprodução
Presidente Jair Bolsonaro usando celular

Os advogados do presidente Jair Bolsonaro (PL) pretendem processar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por comentário feito em um evento em Porto Alegre no último dia (02). 

O ex-presidente Lula falou publicamente que “gente" do presidente Jair Bolsonaro "não tem pudor", se referindo ao assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (Psol), morta em 2018.

Bolsonaro rebateu as acusações levantando outro caso de assassinato de um político no Brasil. O caso de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André, assassinado em 2002. Porém este caso já está julgado pela justiça. 

"Se esses caras não mentirem, vão falar o que? É mentira o tempo todo. Não vou perder tempo com isso aí. Agora, eles podiam falar como que o Celso Daniel foi assassinado em 2002. Ele ia denunciar a esquerda de roubalheira no ABC", completa. 

Último Segundo  apurou junto a fontes ligadas ao partido de Jair Bolsonaro, o PL, e confirmamos que nenhum ação judicial foi movida contra o ex-presidente Lula, pelo menos até o momento.

Casos cruzados

O caso Celso Daniel teve sua conclusão em 2012, dez anos após o crime. A Justiça condenou a 20 anos de prisão o réu Itamar Messias dos Santos , acusado de matar em 2002 o então prefeito de Santo André. Para o Ministério Público, Celso Daniel foi assassinado por 'discordar do modo como era feito um esquema de corrupção na Prefeitura'.

O caso ex-vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), por outro lado, ainda não foi concluído pela justiça. Quatro anos após o assassinato da ex-parlamentar e do motorista Anderson Gomes , Polícia Civil e Ministério Público dizem ainda não saber determinar um prazo para a conclusão da investigação.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários