Gusttavo Lima receberá cachê de R$ 1,2 milhão por show em BH
Reprodução/Instagram
Gusttavo Lima receberá cachê de R$ 1,2 milhão por show em BH


A cidade de Conceição do Mato Dentro, localizada no estado de Minas Gerais e que conta com cerca de 17 mil habitantes, receberá um show do cantor Gusttavo Lima no dia 20 de junho. O sertanejo receberá um cachê de R$ 1,2 milhão pela apresentação.

A 32ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos, evento onde se apresentará Gusttavo, também vai contar com apresentações de outros grandes nomes da música sertaneja, como Bruno e Marrone e Israel e Rodolpho. Cada dupla receberá, respectivamente, R$ 520 mil e R$ 310 mil.

No total, o evento que acontecerá entre os dias 17 e 23 de junho pagará cerca de R$ 2,3 milhões em contratos para todos os artistas que se apresentarão na cidade.

O orçamento anual previsto pela prefeitura da cidade localizada na região do Alto do Jequitinhonha é de R$ 689 milhões. A título de comparação, o gasto médio com Educação em Conceição do Mato dentro é de R$ 1,1 milhão por mês.

Além do contrato referente ao show de Gusttavo Lima, a prefeitura da cidade se comprometeu a custear a hospedagem de toda a equipe do cantor, de 40 pessoas, no melhor hotel da região.


O contrato estabelece também que a prefeitura local se responsabilize pelos gastos com alimentação de toda a equipe de Gusttavo durante os dias que eles se hospedarem na cidade.

Em nota, a prefeitura de Conceição do Mato dentro afirmou que todos os contratos fechados com artistas que vão se apresentar entre os dias 17 e 23 de junho na cidade foram realizados dentro da legalidade.

O comunicado ressalta também que eventos como a Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos atraem turistas e, com isso, a cidade tem um retorno quase total em relação ao investimento feito para a realização da festa.

"Eventos que tragam melhoria na vida da comunidade e ou investimento para o
desenvolvimento econômico da cidade, são gastos advindos do turismo, para atrair turista fazendo assim que a cidade receba de volta o investimento em quase que na sua totalidade em geração de renda, seja no comércio local, nos meios de hospedagem, nos bares e restaurantes, postos de gasolina, padaria, aluguel de casas, locação de espaços públicos, dentre outros, impulsionando a diversificação da economia local."

Somando valores referentes a passaporte, hospedagem, ingressos, hotelaria, restaurantes e gastos na noite local, a prefeitura estima um retorno financeiro  que gira em torno de R$ 21,4 milhões após os 7 dias de evento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários