Gabriel Monteiro é acusado de estupro, assédio sexual e moral, e infração a direito das crianças
Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Gabriel Monteiro é acusado de estupro, assédio sexual e moral, e infração a direito das crianças


O Conselho de Ética da Câmara do Rio de Janeiro começará a ouvir, nesta quarta-feira (25), as testemunhas de acusação e defesa referentes ao processo de cassação contra o vereador Gabriel Monteiro (PL).

Monteiro é acusado de estupro, assédio sexual e moral, infração a direitos das crianças e manipulação de vídeos divulgados na internet.

As duas primeiras testemunhas que prestarão depoimento são de acusação, o que está marcado para acontecer na manhã de quarta-feira. Outras duas testemunhas de acusação serão ouvidas no dia 31 de maio.

No dia 1° de junho está marcado o depoimento de mais uma testemunha de acusação e o primeiro testemunho de defesa do vereador.


Nos dias 2 e 7 de junho seis testemunhas de defesa serão ouvidas pelo Conselho de Ética da Câmara do Rio, três em cada dia. No total, a acusação terá cinco testemunhas e a defesa contará com oito depoimentos.

Os advogados de Monteiro conseguiram aumentar o número de testemunhas de defesa para o processo contra o vereador. O pedido foi aceito pelo Conselho de Ética nesta terça-feira (24).

Até o momeno, o Ministério Público e a Polícia Civil não enviaram à Câmara os inquéritos prometidos para o andamento do processo. O Conselho de Ética informou que vai solicitar a Carlo Caiado, presidente da Câmara de Verdores do Rio, que reitere a solicitação de comparilhamento das provas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários