Manifestantes se concentraram na Praça Charles Miller neste domingo
Divulgação/CUT
Manifestantes se concentraram na Praça Charles Miller neste domingo

Manifestantes foram às ruas neste domingo (1°) em homenagem ao Dia do Trabalho e aproveitaram para protestar contra o governo Jair Bolsonaro. Protestantes criticaram o indulto dado ao deputado federal Daniel Silveira e reclamaram da alta inflação do país, além do baixo salário e ameaças à democracia.

Em São Paulo, os manifestantes se concentraram na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu. Centrais sindicais e políticos participaram dos discursos, que contaram com artistas nos intervalos.

O pré-candidato à presidência pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, também participou da concentração. Ele lembrou do aumento da fome no Brasil e teceu críticas à Bolsonaro.

Ceará

Manifestantes com faixas pedindo emprego, dinheiro, democracia e vida se concentraram na Areninha, em Forteza. Eles andaram até a Vila do Mar.

Durante o trajeto, centrais sindicais reclamaram da redução de direitos do trabalhador e pediram a revogação da Reforma Trabalhista.

Distrito Federal

Em Brasília, apoiadores do ex-presidente Lula se encontraram na Asa Norte. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) organizaram a manifestação com carro de som e faixas críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Leia Também


Minas Gerais

Na capital mineira, Belo Horizonte, manifestantes se concentraram entre as avenidas Bias Fortes e Álvares Cabral. Durante a passeata, os protestantes trocaram ofensas com o grupo bolsonarista, que também se concentrou na região.

Algumas pautas dos manifestantes eram críticas ao superfaturamento na compra de ônibus escolares. O grupo ainda pediu o impeachment de Bolsonaro.

Rio de Janeiro

Manifestantes se concentraram no Aterro do Flamengo com camisas em apoio ao ex-presidente Lula. Parte dos manifestantes questionaram a alta no preço dos combustíveis e pediram a saída de Bolsonaro do Palácio do Planalto.

Em alguns cartazes, foi possível ver pedidos para a demissão do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Entre no canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários