PRF prende um dos chefes da maior facção criminosa de SP
Polícia Rodoviária Federal
PRF prende um dos chefes da maior facção criminosa de SP

Uma operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal de São Paulo e de Santa Catarina resultou na prisão de dois integrantes de uma das maiores facções criminosas do país e a principal do estado em Itapecerica da Serra, a cerca de 40 km da capital paulista. Um dos detidos é apontado como responsável pela articulação internacional e coordenar o tráfico de drogas na fronteira com o Paraguai.

A prisão ocorreu nesta segunda-feira quando os criminosos dirigiam do município catarinense de Jaraguá do Sul rumo à capital paulista. Durante a abordagem, os policiais constataram que os documentos apresentados pelos dois ocupantes eram falsos. Ambos, identificados como Claudinei Predebon e Fredi Figueiredo Bolcas, possuíam mandado de prisão em aberto.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comunicou por meio de seu Twitter nesta quinta-feira a detenção dos integrantes da organização criminosa. De acordo com o chefe do Executivo, um deles era responsável pela articulação internacional e considerado foragido pela Justiça do Paraguai.

Segundo a PRF, Predebon é apontado como secretário de seu pai, Aldo José Marques Brandão, e responsável pelo recebimento da droga no Paraguai. Ele coordenava o tráfico de drogas na região da fronteira, de acordo com as autoridades. Aldo figura como um dos líderes da associação criminosa, além de determinar a função de cada membro dentro da organização.

Os detidos foram encaminhados à Polícia Federal em razão dos mandados de prisão e da prática do crime de uso de documento falso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários