Estação Jardim Helena - Vila Mara
Reprodução
Estação Jardim Helena - Vila Mara

O prefeito Ricardo Nunes e os secretários municipais Alexandre Modonezi (Subprefeituras) e Marcos Monteiro (Infraestrutura Urbana e Obras) vistoriaram na manhã desta quinta-feira (23), os trabalhos para contenção de enchentes executados pela Prefeitura de São Paulo no Jardim Helena, região de São Miguel Paulista, Zona Leste da capital.

No local, a subprefeitura executa uma obra de contenção de cerca de 400 metros das margens do córrego Lajeado, entre a Travessa Tomás Liberti e a Rua Cordão de São Francisco, e a construção de um mini pôlder com capacidade de 600 metros cúbicos, para minimizar o impacto das chuvas na região, com investimentos de mais de R$ 1,1 milhão. As obras fazem parte do Plano Preventivo Chuvas de Verão (PPCV) para evitar alagamentos e riscos de deslizamentos das margens, em benefício à população que vive nos imóveis localizados no entorno do canal.

“São muitas demandas. Nossa gestão está focada em cuidar das pessoas que mais precisam. A cidade como um todo precisa do olhar da Prefeitura, mas temos um compromisso com as regiões mais vulneráveis”, afirmou o prefeito Ricardo Nunes.

Em paralelo ao trabalho realizado pela subprefeitura, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) também investe R$ 9,8 milhões em trabalhos para recuperação de 291 metros das margens do córrego Lajeado e contenção de um talude nas proximidades da Rua Rio Alvarenga.

Francilene Constantino, moradora do bairro há mais de 20 anos, conta que chegou a ter sua casa invadida pela água em 2010. “Perdi tudo. Essas obras trarão uma melhoria muito grande. Nós teremos mais tranquilidade e poderemos dormir sem a preocupação de acordar com a casa cheia de água e poder sair para passear sem se preocupar com a chuva”, contou.

A SIURB, em parceria com a Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica (FCTH) da Universidade de São Paulo (USP), também está elaborando um Caderno de Drenagem da Bacia do Córrego Lajeado.

Os cadernos são estudos das bacias hidrográficas dos córregos do município. Os documentos trazem as áreas que atualmente apresentam riscos, e mostram as ações preventivas que podem ser tomadas pela administração municipal. A previsão é que o estudo seja publicado no segundo semestre de 2022.

Outras ações

A Subprefeitura São Miguel Paulista segue intensificando as ações de zeladoria na região. Durante o Plano Preventivo Chuvas de Verão 2020-20121, por exemplo, os trabalhos resultaram na remoção de 7.800 toneladas de entulhos de córregos, 23 mil metros de ramais foram limpos, 836 galerias foram limpas e 200 delas reformadas. Além disso, 5.024 bocas de lobo foram limpas e as que apresentavam problemas também foram reformadas. Com as ações de zeladoria, as demandas em relação a enchentes e alagamentos na região deixaram de ser recorrentes.

As iniciativas para minimizar os impactos da chuva também contam com ações na Avenida Brás da Rocha Cardoso, com a implantação de um sistema auxiliar de drenagem com quatro bombas e um pôlder, além de outras intervenções nas margens dos córregos Jacu Pêssego e Limoeiro, entre outras áreas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários