Pandora, a cadela que desapareceu no aeroporto
FOTO: Arquivo Pessoal
Pandora, a cadela que desapareceu no aeroporto

A companhia aérea Gol foi notificada na última quarta-feira (22) pelo Procon de de São Paulo. A razão seria o desparecimento da cadela Pandora no dia 15, durante uma conexão no aeroporto de Guarulhos. A empresa deverá explicar o caso e detalhar a operação de transporte de animais.

Segundo a Gol, a Pandora escapou da caixa de transporte no último dia 15. O voo que ela estava vinha de Recife (PE), faria conexão em Guarulhos (SP) e tinha como destino Navegantes (SC). O tutor da cadela, o garçom Reinaldo Gomes, ainda não desistiu de encontrar o animal.

Além disso, Reinaldo afirma que a caixa onde a cadela estava se encontrava intacta, o que diminui a hipótese de fuga da Pandora.

"A caixa não aparece danificada. Como ela saiu de lá de dentro com a gaiola inteira? Como ela teria arrombado e fugido com ela estando intacta? Não tem como ela ter aberto aquela gaiola", disse o garçom.

O dono do animal ainda relata que um porteiro que trabalha em um galpão no aeroporto, contou que viu a cachorra brincando com um caminhoneiro e, depois, correu por um portão. Reinaldo acredita que ela tenha sido levada por algum funcionário do local. 

"Acho que querem que eu peça indenização. Me perguntam, ‘o que você quer?’ e eu respondo que só quero ela comigo. Se alguém levou ela embora, eu perdoo, só quero que traga de volta. Se ela se perdeu, quero que seja encontrada. Não quero indenização, não quero dinheiro, eu só quero a minha filha", disse o homem.

Em nota, o Procon-SP diz: “Além de esclarecer sobre esse caso específico, a Gol deverá detalhar os procedimentos para o transporte de animais até que ele chegue ao seu destino e explicar quais providências toma quando acontece alguma irregularidade. O Procon-SP também quer que a Gol apresente todos os informes e orientações oferecidos aos consumidores no ato da contratação dos serviços, além de detalhar quais os custos envolvidos”.

Leia Também

A empresa tem até o dia 28 deste mês para prestar os devidos esclarecimentos.

Comunicado da Gol

A Gol informou que está prestando apoio a Reinaldo nas buscas pelo animal. Em nota, a assessoria assegurou que arca com as despesas do dono de estadia e alimentação, além de fornecer equipes especializadas de buscas, com cães farejadores e distribuição de panfletos e cartazes, além de monitorar redes sociais. Veja a nota na íntegra:

A GOL informa que na manhã da quarta-feira (15/12), a cadela Pandora, animal de estimação de Cliente proveniente de Recife (REC), que faria conexão em Guarulhos (GRU) com destino a Navegantes (NVT) escapou da caixa de transporte durante processo de conexão em GRU. Pelas câmeras de segurança, foi possível apurar que ela fugiu pelo pátio, invadiu o Terminal de Cargas do aeroporto, seguiu sentido a rodovia Hélio Smidt, mas depois não foi mais vista.

A Companhia lamenta muito o incidente e está agindo de todas as formas para encontrar Pandora e devolvê-la ao dono. Para isso, contratou a “Busca Pet”, empresa especializada que conta com cães farejadores. Os trabalhos foram feitos ao longo da quarta, quinta e sexta-feira, mas devido às chuvas, as pistas sensoriais que poderiam ser usadas pelos cães da empresa foram perdidas. A empresa segue apoiando nas buscas neste final de semana.

Nos últimos dias, a GOL também contratou a empresa “Alerta Pet”, que presta serviços de divulgação de casos de cães perdidos, com afixação de cartazes ao longo da área em que Pandora poderia ter escapado, bem como nas redes sociais, em páginas de busca de pets e por anúncios feitos por geolocalização para Guarulhos e região.

O Cliente recebeu todo o apoio das equipes de GOL em Guarulhos e ficou ciente dos esforços da Companhia para encontrar seu animal de estimação. Desde quarta-feira ele está acomodado em hotel e aguardando informações sobre as buscas, que não cessarão enquanto Pandora não for encontrada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários