Maurílio, de 5 anos, e Simone Amparo, de 39, morreram no naufrágio
Maurílio, de 5 anos, e Simone Amparo, de 39, morreram no naufrágio
Maurílio, de 5 anos, e Simone Amparo, de 39, morreram no naufrágio

Um barco com nove pessoas naufragou na tarde deste sábado no Rio Araguaia, na divisa entre os estados do Pará e Tocantins. Duas pessoas morreram afogadas: a mulher e o filho de um vereador do município paraense de Xinguara. O legislador é um dos dois desaparecidos.

Dois corpos de vítimas foram encontrados boiando no rio. O primeiro foi do garoto Maurílio de Lima Araújo, de 6anos, filho do primeiro casamento do vereador Maurisan Araújo. O segundo foi da atual companheira do legislador, Simone Amparo Paes da Silva Ribeiro, de 39 anos.

Cinco pessoas conseguiram sobreviver, entre elas um filho adolescente do vereador Maurisan Araújo. Elas se agarraram nos tapetes da embarcação, que ficaram boiando sobre as águas do rio.

O acidente aconteceu após a embarcação sair do porto do distrito de São José do Araguaia, na Praia do Pontão, e seguir para uma ilha fluvial onde o grupo ficaria acampado. Durante a travessia, o barco passou por um trecho com as águas agitadas que provocaram o acidente.

Aconteceu o que a gente chama aqui de banzeiro, que é quando venta forte e forma ondas no rio. Então o banzeiro encheu a embarcação de água e fez o barco afundar — explicou o vice-prefeito de Xinguara, Vilmones Silva.

O coordenador da Defesa Cívil de Xinguara, Gilmar Pires, informou em nota que o grupo usava uma embarcação tipo voadeira, com sete metros de comprimento e motor de popa 15hp.

"Foi informado que estavam indo em direção a uma ilha particular quando a aproximadamente 400 metros da margem foram surpreendidos pela água agitada( banzeiro). Que todos estavam sem coletes salva-vidas", diz a nota.

Maurisan Araújo, de 51 anos, e um amigo dele, identificado apenas como Jorginho, permanecem desaparecidos. De acordo com o vice-prefeito, o Corpo de Bombeiros faz buscas no Rio Araguaia e conta com a colaboração de cerca de 50 voluntários, entre pescadores e ribeirinhos.

A Câmara de Vereadores de Xinguara publicou nota em solidariedade às famílias das vítimas. “Lamentamos muito a ocorrência que tanto nos abala, e prestamos nossos mais sinceros votos de condolências e solidariedade à família e amigos”, diz o texto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários