Piloto Gustavo Carneiro estava no avião que desapareceu em Paraty
Reprodução
Piloto Gustavo Carneiro estava no avião que desapareceu em Paraty

O piloto Gustavo Carneiro é o segundo tripulante identificado que estava a bordo do  bimotor que desapareceu entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ) na última quinta-feira. A informação foi confirmada por sua mãe, que ao G1 contou estar “extremamente abalada”. Apesar da confirmação da presença do piloto no avião, Carneiro segue desaparecido.

Além dele, já foi confirmada pela família a presença do copiloto José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos. A bordo da aeronave também estava um passageiro que ainda não foi identificado. Na tarde dessa sexta-feira, a Força Aérea Brasileira (FAB) encontrou um corpo na região que pode ser de uma das vítimas.

Na manhã desta sexta-feira, a namorada de Gustavo, Larissa Vicente, afirmou que não iria falar sobre o assunto. Ao portal de notícias G1, a mãe do piloto não quis repassar muitos detalhes sobre o filho. Entretanto, afirmou que o jovem perdeu o pai há pouco tempo por Covid-19 e que estava muito triste. "Ele (Gustavo) é tudo que tenho", desabafou. 

Nas redes sociais, antes de desaparecer, Gustavo fez uma publicação que afirma estar no Aeroporto Campo dos Amarais, em Campinas, às 11h07.

Na manhã de quarta, Gustavo, José e um passageiro - ainda não identificado - saíram do Aeroporto de Jacarepaguá, em direção à Campinas. De acordo com parentes do copiloto, a aeronave deveria voltar para a capital fluminense às 18h30. Entretanto, houve um atraso e o voo só saiu de Campinas às 20h30. Minutos depois a família de José perderia o contato com o filho.


O Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico de Curitiba foi notificado do desaparecimento da aeronave PP-WRS às 4h15 desta quinta quando um helicóptero começou as buscas pelos desaparecidos. Desde a madrugada dessa quinta, a FAB, a Marinha e os Corpos de Bombeiro do Rio e de São Paulo ajudam nas buscas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários