Operadora de saúde é também alvo da CPI da Pandemia
Reprodução/ Convênio Prev Senior
Operadora de saúde é também alvo da CPI da Pandemia

A Prefeitura de São Paulo barrou a regularização de três unidades da Prevent Senior que funionam sem o auto de licença de funcionamento.

De acordo com documentos que a operadora de saúde enviou à CPI da Prevent Senior, instaurada na Câmara Municipal, os hospitais de Santana, Santa Cecília e Mooca tiveram os pedidos de regularização indeferidos por uma série de irregularidades.

A operadora afirmou em nota que trabalha para regularizar pendiencias das unidades. A Folha noticiou em outubro que sete dos 13 hospitais da Prevent na capital do estado funcionam sem licença.

A empresa então entrou com pedidos de adequadção, mas três foram indeferidos. A unidade da rua Mituto Mizumoto, na Liberdade, está sem alvará e não tem tramitação de regularizaçnao em curso.

A CPI da Prevent deve votar em sessão nesta quinta-feira (28) a possibilidade de um representante da operadora ser convocado pela regularizaçnao dos imóveis onde os hospitais estão localizados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários