Sistema Cantareira
Divulgação: Sabesp
Sistema Cantareira

Sistema Cantareira apresentou um aumento de 0,2% no manancial, segundo informações da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O reservatório não manifestava uma elevação desde o dia 29 de julho.

O principal reservatório de água da Grande  São Paulo atingiu uma estabilidade de quarta-feira (20) para esta quinta (21). O volume permaneceu em 28,2%. Em junho, o sistema estava com 20% da sua capacidade total.

A chuva dos últimos dias contribuiu para que os reservatórios da região Metropolitana de São Paulo subissem. No total, o aumento foi de 0,3% no volume operacional.

No início de outubro, a Cantareira atingiu o menor volume dos últimos 5 anos, chegando a capacidade de 29% . Segundo dados da Sabesp, desde o dia 9 de outubro o sistema estagnou nos 28% de capacidade.

No entanto, a situação ainda é preocupante. A Sabesp considera que o nível adequado para o manancial é igual ou acima de 60% da capacidade.

A Região Metropolitana de São Paulo é abastecida por 7 mananciais: Cantareira, Alto Tietê, Guarapiranga, Cotia, Rio Grande, Rio Claro e São Lourenço. Este sistema é integrado desde a crise de 2014/2015, o que permite transferências de água entre regiões, conforme a necessidade. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários