Avião da Força Aérea Brasileira (FAB)
Reprodução
Avião da Força Aérea Brasileira (FAB)

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta segunda-feira (18) Marcos Daniel Penna Borja Rodrigues Gama, apontado como um dos líderes e financiador de  associação criminosa responsável pela remessa de drogas que partiu em aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) rumo à Europa.

Conhecido como “Chico Bomba”, ele foi preso em casa. Segundo apuração do Metrópoles , o acusado fazendo ameaças a testemunhas do caso. Ele deve responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, com penas que podem chegar a 30 anos de reclusão

A investigação acredita que Gama seja um dos donos da cocaína encontrada na mala do sargento Manoel Silva Rodrigues, preso em 2019 . O militar viajava em uma  aeronave de apoio à comitiva do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido),rumo ao Japão, onde houve uma reunião.

A PF acredita que Marcos Gama tenha um esquema de lavagem de dinheiro com empresas das quais é sócio. São elas: Premier Academia Ltda., localizada na Asa Sul; da Belix Incorporações, na Asa Norte; e da PCL Serviços Administrativos, em Santa Catarina. Todas foram alvo da PF na operação de terça-feira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários