Polícia militar posta fotos de criança segurando arma de brinquedo
Reprodução/Instagram
Polícia militar posta fotos de criança segurando arma de brinquedo

A página oficial do 50º Batalhão de Polícia Militar do Interior no Instagram divulgou fotos de uma criança fardada segurando um fuzil de brinquedo. As imagens foram feitas em Porto Feliz (SP) e publicadas na última sexta-feira (8). Neste domingo (10), as imagens não estão mais no ar.

De acordo com a publicação, replicada pelo G1, os familiares da criança procuraram a corporação contando que o garoto admirava o trabalho dos PMs. A família comprou uma farda infantil e pediu que os próprios policiais a entregasse ao menino - o pedido foi aceito. "Os policiais anteciparam sue presente do dia das crianças", diz a publicação, que afirma que a criança ficou "radiante" e "emocionada".

Polícia militar posta fotos com criança segurando arma de brinquedo
Reprodução/Instagram
Polícia militar posta fotos com criança segurando arma de brinquedo

A Polícia Militar afirmou ao G1 que a arma é de brinquedo e pertence à própria criança. "A mãe do garoto fez contato com a base da PM em Porto Feliz solicitando a possibilidade de comparecimento de policiais para entregarem uma farda infantil que ela havia comprado, tendo em vista o grande amor e admiração do menino pela instituição. Acrescento que o objeto que o menino está portando trata-se de um brinquedo de plástico, sem nenhum sistema de tiro, comprado pelos próprios pais da criança", diz a nota da corporação.

No entanto, a fabricação e venda de brinquedos de armas de fogo é proibida pelo Estatuto do Desarmamento. Ariel de Castro Alves, advogado especialista em direitos humanos e segurança pública, disse ao G1 que o fato da criança estar fardada não é ilegal, mas que a posse de arma, mesmo se tratando de uma réplica, é proibida.

Depois da repercussão do caso, a PM excluiu as imagens do Instagram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários