Reprodução
"Indignado" por não ser bombeiro, homem é preso por causar incêndios em Portugal

A Polícia Judiciária (PJ) em Valença, Portugal , deteve um homem de 29 anos, nesta quinta-feira, suspeito de ter provocado cinco incêndios florestais no verão de 2020 e 2021. Os crimes teriam sido motivados por uma revolta pelo homem não ter sido considerado apto a exercer funções de bombeiro voluntário, informou a corporação nesta sexta-feira (03).

“(O suspeito) terá ateado os incêndios com recurso a chama direta, motivado por um sentimento de revolta pela sua inaptidão para o desempenho de funções de bombeiro voluntário”, diz o comunicado do Departamento de Investigação Criminal da PJ de Braga, segundo informações da agência de notícias portuguesa Lusa.

Ainda de acordo com a PJ, o homem seria responsável por dezenas de incêndios ocorridos nos últimos dois anos, um deles, provocado em setembro de 2020 tendo causado “danos consideráveis” em um pavilhão industrial.

"Os incêndios eram ateados sobretudo a altas horas da madrugada e consumiram principalmente vegetação arbustiva e arbórea, não tendo atingido maiores proporções e manchas florestais adjacentes, de dimensões consideráveis, devido à rápida intervenção dos bombeiros", diz a nota da corporação.


Segundo a corporação, os elementos de prova recolhidos pela PJ foram encaminhados à autoridade judiciária competente para o primeiro interrogatório judicial e a aplicação das medidas adequadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários