Imóveis de luxo no RJ estão na mira da PF
Reprodução/TV Globo
Imóveis de luxo no RJ estão na mira da PF

Preso pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (24), o dono da empresa GAS Consultoria Bitcoin, Glaidson Acácio dos Santos , tinha ao menos R$ 20 milhões em casa. A prisão faz parte da operação KryptosAgentes, da PF. 

Glaidson é suspeito de operacionalizar um sistema de pirâmides financeiras. Em pouco tempo, ele teria movimentado R$ 2 bilhões de reais. A empresa era investigada há dois anos, mas se disfarçava como consultoria de bitcoins. 

Ele foi preso em uma mansão na zona Oeste do Rio. Junto com ele, os policiais apreenderam grandes quantidades de dinheiro em espécie e barras de ouro. A GAS também se apresentou como proprietária de R$ 6,9 bilhões apreendidos em Búzios.

"Foi uma surpresa. Não esperávamos isso, não tínhamos conhecimento de algum tipo de procedimento ou investigação que pudesse levar a tal situação. R$ 20 milhões é uma quantia exacerbada e alta. Mas não é uma quantia que você possa afirmar que é oriunda de prática criminosa. Ganhar dinheiro, ter R$ 20 milhões em casa, isso por si só não é um crime. A partir de agora, a gente vai ver qual vai ser o caminho a seguir e traçar", afirmou o advogado de Glaidson, Thiago Minagé, em entrevista. 

A PF ainda deve cumprir 15 mandatos de busca em São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Distrito Federal. Além de Glaidson, um homem foi preso no Aeroporto de Guarulhos (SP). 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários